Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

Lá no chica escreve tem...

Lá no chica escreve tem...
Cliquem pra ver!

♥ Marcas... ♥





Todas as crianças sempre tem desejos ...

Hoje em dia, nem tanto, pois nem chegam a desejar mesmo, como antes, pois desde pequeninhas já tem tantos brinquedos que mais parece uma loja.

Tudo é dado, sem datas certas...

Antes, ganhavam brinquedos no aniversário e Natal e na Páscoa, eram os ninhos do coelho.

Pois bem, quando tínhamos os quatro pequenos, eram tantos os gastos com eles e ainda com nossos cursos na Universidade e precisávamos manter a grana sob o maior controle pra dar conta de tudo.

Lembro que a Tita, que era um amor de menininha, a mais velha, vivia pedindo uma gaita que tocasse de verdade, um acordeonzinho de brinquedo, vermelho.

Mas aquilo custava bastante na época e nós pensamos e pensamos e vimos que não poderíamos dar.
Ela ganhou, como os outros, naquele Natal, brinquedos legais, mas dentro das nossas possibilidades .

Isso me faz pensar na diferença, nesse sentido, de tudo...

Hoje, os brinquedos parecem mais baratos, há mais oferta e é algo banal e corriqueiro...

Talvez a Tita nem lembre mais disso, mas para nós, ficou sempre marcado aquele fato.

Logo, logo, ela nem mais se interessou pela gaita, mas nós não esquecemos.

Então, estamos pensando...


O Niver dela está se aproximando e então, pra não deixar essa "frustação", talvez se dê a ela uma sanfona, agora grande, contanto que ela faça apresentações em festas e locais públicos...


O que acham?

Tenho certeza que ela vai "ADORAR"!!!! Ela leva o maior "jeito"!!! E ainda pode fazer umas dancinhas..dois pra um lado, dois pro outro, grande habilidade dela!rs

Brincadeiras à parte, fica claro que as coisas ficam marcadas em nós pais, quando não podemos atender os pedidos dos nossos filhotes...


Coisas simples, mas que vão vida afora...

E, no entanto, nem lembro de uma frustação minha por não ganhar um brinquedo, quando criança. Isso não ficou marcado!

É apenas o que deixamos de cumprir que nos deixa marcas!

Somos sempre os nossos próprios "fiscais"! E que fiscais!!!

(* Nesse texto, brinco com a Tita que hoje já é mãe ... Por isso, apenas brinco que daremos pra ela.Imagina!rs..._

41 comentários:

  1. Chica, que legal!! lembro quando eu era criança, que os brinquedos eram muito caros...e ganhávamos de acordo com as possibilidades dos nossos pais. E dávamos muito mais valor a eles, pois hoje em dia vejo que as crianças nem ligam para os brinquedos, só no momento em que ganham. Tenho certeza de que a Tita vai adorar!!!

    Tenha uma ótima semana!
    Beijinhos!!♥

    ResponderExcluir
  2. Ótima reflexão, as coisas andam sendo banalizadas e com isso perdendo o valor e o encanto. É presente a qualquer hora é a obrigação do presente nas datas correspondentes, é um cartão ou desenho não significar mais nada. É abrir antes da data o que já sabe estar comprado, é escolher o que quer ganhar, perdendo o encanto da surpresa, é as reações sem respeito ao ganhar o que não é do agrado e por ai lá vai :(

    ResponderExcluir
  3. Chica, as crianças de hoje tem tantos brinquedos que nem dão conta de todos. Aqui em casa ainda tenho um pequeno de 8 anos, mas quase não tem brinquedos por que não valoriza, só tem olhos para jogos e desenhos, mas em compensação adora uma brincadeira ao ar livre como bola, bicicleta, skate e adora ler.
    A ideia da sanfona é perfeita. Penso que ela vai adorar.
    Xeros

    ResponderExcluir
  4. POIS É ESSE É O TAL AMOR INCONDICIONAL QUE TANTO FALO DOS PAIS PARA COM UM FILHO.. QUANDO NÃO FAZEMOS ISSO A GENTE LEVA PELA VIDA.
    QUANDO MEUS FILHOS ESTAVAM NA IDADE DE GANHAR BRINQUEDO NA EPOCA GRAÇAS A DEUS O MEU MARIDO TINHA CONDIÇÕES DE DAR AS COISAS PARA OS DOIS ENTÃO EU DAVA NO ANIVER´SARIO DIA DAS CRIANÇAS NATAL E PASCOA .. ISSO ERA REGRA..DAVA O PRESENTE QUE ELES PEDIAM CLARO NAS NOSSAS POSSIBILDIADES.
    SEMPRE VI ALGUMAS AMIGAS MINHA COMPRAREM NOTAS BOM COMPORTAMENTO COM PRESENTES MAS ISSO EU JAMAIS FIZ...
    ELES GANHAVAM AS COISAS NAS DATAS CERTAS E SE MERECESSEM .
    SABE MEU PAI DAVA PRESENTES A NÓS ... CLARO PRESENTES BARATOS QUE ELE PODIA COMPRAR UMA CERTA VEZ NOS DEU AS 4 SOMBRINHAS COLORIDAS . MEU PAI TINHA ESSA IMPRESSÃO DE NÃO TER NOS DADOS TUDO QUE A GENTE QUERIA UMA CERTA VEZ ME DISSE ISSO .MAL SABIA ELE QUE O MELHOR DE TUDO ELE NOS DEU AMOR INCONDICIONAL DE UM HEROI SÓ NOSSO.
    TALVEZ CHICA OS FILHOS NÃO SE LEMBRAM DO QUE DEIXAMOS DE DAR POR QUE O QUE DAMOS DE AMOR JA SUPERA TUDO
    E PELO QUE CONHEÇO DE VOCE

    O QUE NÃO FALTA AÍ É AMOR DEDICAÇÃO ..NÃO É?

    CHICA O MELHOR PRESENTE DELA VOCE JA DEU A VIDA TODA ...

    QUE FOI ELA TER UMA MÃE COMO VOCE

    BEIJOS AMADA

    OTILIA LINS

    ResponderExcluir
  5. Oi Chica, linda postagem de ótima reflexão!
    Hoje as crianças tem de tudo,vivem cheias de brinquedos e nem ligam!
    Os pais, muitos aplacar a consciência dando brinquedos, e tapam as arestas que ficam por consequência da ausência.
    E as vezes o que elas querem é carinho, uma historinha ou brincar num parque!
    Um beijo e boa semana!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Oi Chica,
    Eu me lembro de um brinquedo que não tive e queria muito! Uma boneca "Mary Poppins". Ainda compro uma boneca destas. Só não me deram pq diziam que eu tinha brinquedos d+!
    Tenha uma ótima semana!
    xoxo

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  7. QUE BACANA SE ESSA SURPRESA VIR A ACONTECER, CHICA!! SEMPRE É TEMPO DE SONHAR!! COM CERTEZA A MOÇA FICARÁ RADIANTE, INDEPENDENTE DO EMPO PASSADO OU IDADE ATUAL. VÁ NA FÉ!!
    TENHA UMA ÓTIMA SEMANA, COLEGA!!
    AH... QUERO TE CONVIDAR PRA ALGO LEGAL: NO BLOG"GAM - PET & CATS" E LÁ EM "GAM DOLLS", POSTEI DOIS CONCURSOS. FICARIA MUITO FELIZ SE VOCÊ PUDESSE PARTICIPAR. COM SEU DOM DAS PALAVRAS, TENHO CERTEZA QUE TIRARÁ DE LETRA, LITERALMENTE!!
    ABRAÇÃO, CHICA!

    ResponderExcluir
  8. Nem imagina como me identifiquei!Eu sei bem o que é isso e olhe que só tenho uma filha,imagino vcs com 4!Fica mesmo um sentimento de que poderíamos fazer um pouco mais!...rss...coisa de mãe e pai!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  9. Eu lembro até hoje que queria o carro da Barbie, mas era caro de mais, então, meu pai me deu a bebê dodói.. Fiquei feliz do mesmo jeito..

    Eu não tenho filhos, mas tenho um irmão de 10 anos que eu mesmo crio. Ele me pede as coisas e eu não consigo dizer não, só quando me dá conta de que não posso ceder a tudo que ele pede.. rs.

    Beijos, ótima semana.

    ResponderExcluir
  10. Esse sentimento de não poder atender a um pedido de filho ( por falta de grana)fica, sim, marcado para sempre dentro de nós. Nós pais adivinhamos os desejos dos filhos e se se pudéssemos tudo faríamos de melhor.Agora pergunto: A Tita sabe tocar acordeon? Se positivo, diga a ela que tem de tocar forró, pois combina bem com a natureza do instrumento(risos).
    Abração.

    ResponderExcluir
  11. Sem dúvida somos nossos maiores algozes! Mas eu, por aqui, apesar de me entristecer quando não posso dar algo, não me culpo nem me flagelo mais. Já fiz, confesso rsrs. E meus filhotes cresceram e seguem dando o devido valor a cada conquista!
    Beijuuss, Chiquita amada, n.a.

    ResponderExcluir
  12. Chica minha querida
    É triste dizer isto, mas é a pura verdade, EU NUNCA TIVE UM BRINQUEDO, apenas trabalho desde muito criança.
    Mas infelizmente muitas crianças vão voltar a não os ter, pois por aqui está muito dificil, muitos pais não têm dinheiro já para a comida.
    Eu estou a tentar reenducar meus netos, pois desde que o pai tentou matar a mãe (minha filha) que não quer saber deles, então sou eu que tenho que os sustentar e tento fazer eles entenderem quando não pode ser, para haver para comida não pode haver para outras coisas segundarias.
    Boa semana querida

    Beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  13. É fato, Chica... e como ficam marcados! Muitas vezes passei por isso. Boa semana, amiga!

    ResponderExcluir
  14. Chica,
    Se antigamente as crianças não tinham praticamente nada, hoje têm um exagero de tudo.
    No meu tempo, acho que nós, crianças, nem sonhávamos muito com brinquedos. Primeiro, porque não havia muita variedade. Hoje, não basta uma Barbie. Há dezenas delas. Depois, porque sabíamos que nossos pais não podiam comprar. De um modo geral, as famílias eram grandes, e não existia lugar para mimos. Por último, e com grande importância, não havia essa publicidade maciça em torno das crianças.
    Mas, também, quando ganhávamos um brinquedo, dávamos a maior importância para eles.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Muitas facilidades não permitem que se valorize os ganhos. Lembro-me da minha felicidade, quando ganhei minha primeira bicicleta que demorou muio, muito, a chegar.
    As frustrações são formas de preparar os filhos para a vida, que não é um mar de rosas.
    bjs,

    ResponderExcluir
  16. Quando se vive bem no presente, e fácil esquecer alguma frustração do passado. Os pais é que lembram, as crianças nem tanto. Compreendem bem. Brinquedos vão e vem. Amor fica.
    bjos
    Zizi

    ResponderExcluir
  17. Oi Chica!
    As crianças hoje em dia não dão mais valor de tantos brinquedos que têm. Os meus tiveram muitos, mas gostavam também de brincar na rua, de correr, de se divertir e graças a Deus naquela época não haviam os perigos de hoje, eles aproveitaram. Fica mesmo uma sensação de dever não cumprido.rsss Mas é besteira, eles tiram de letra.rsss
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. oi Chica,

    lembro até hoje de coisinhas que queria muito,
    mas acho que o preço e o salário do meu pai,
    não eram compatíveis,
    mas ainda assim não deixava de pedir e de sonhar...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Ah Chica
    Quando pequena queria uma boneca que se chamava Tagarela. Era alucinada pra ter uma, mas.....os meus amadinhos pais não tinham nenhuma condição e compraram uma mais simples. Fiquei numa frustração danada. Quando lembro da dita da boneca, me vem o quanto ela era feia, rsrsrs e a que meus pais me deram, além de mais barata era muito bonita. Coisa de criança!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Ah! me lembro muito bem da boneca que eu queria muito ..e não ganhei
    e do bombolê também...ficaram marcados, mas sem mágoas.
    Minha mãe fazia nossas bonecas de pano e eram umas tildas lindas!

    abraços!

    ResponderExcluir
  21. Oi Chica, tem coisas que marcam a infância mesmo. Minha mãe, por exemplo, se ressente até hoje por não ter ganhado uma boneca quando ela era pequena. Hoje ela pode comprar a boneca que quiser, mas não é a mesma coisa... e em casa, quando eu era criança, a gente só ganhava presente nessas datas que vc mencionou e era tão gostoso toda aquela expectativa. Hoje não se tem mais isso... essa magia! bjo

    ResponderExcluir
  22. Gostei desse texto Chica. Aliás, difícil não gostar do q vc escreve. Mostra uma realidade que ainda hoje acontece para alguns. E uma infância desses moldes, marca mesmo. E hj muitos pais nã0 querendo que os filhos passem pelas mesmas frustrações, acabam por pecar pelo exagero, acostumando mal os filhos que crescem sem saber que tudo tem mais valor qdo conquistado com nossos esforços.

    ResponderExcluir
  23. O amor supera tudo...
    Beijos,

    ResponderExcluir
  24. Mudou o cenário, ficou bonito...!!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Mais uma coisinha, cheia de carinho e amor distribuidos nessas linhas quase poéticas!

    Parabens Chiquinha!

    ResponderExcluir
  26. Oi Chica
    Pra ser sincera não me recordo de nenhum brinquedo que quisesse muito e meus pais não puderam me dar, não por que a condição financeira deles fosse boa, pelo contrário, é que isto não fez diferença na minha vida futura.
    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Realmente as crianças se esquecem do que não ganharam e mais ainda do que ganharam.Mas seria uma bela surpresa para a Tita ...

    ResponderExcluir
  28. Oi, Chica. Boa noite amiga! Estou aqui com muita saudade. Tive problemas e estou de volta. Seu texto me fez lembrar da minha infância... quase não tive brinquedos. Meu sonho sempre foi uma linda boneca e uma bola grande, tudo era díficil e caro na época. Hoje se tem tudo e dão pouco valor. Tudo passa e as dificuldades vão ficando para trás! Obrigada pela partilha. Bjos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  29. Não pude deixar de rir ao imaginar a Tita com uma "baita" sanfona, saracoteando para lá e para cá...kkkkkkkk!
    Desculpe Tita, mas é impossivel não rir! sua mãe é muito danada!
    Voce está certa Chica, nos lembramos daquilo que deixamos de fazer.
    Isso realmente marca.
    Minha filha mais velha também pediu certa vez um aparelho de som, para ouvir suas musicas no quarto.
    Não dava! fizemos contas e mais contas, acabamos comprando um bem menor, simplezinho.
    Ela curtiu, coitada, mas eu vi em seu rosto que não era bem aquele.
    Hoje ela tem um "baita" aparelho de som, nem se lembra do que ocorreu, mas eu me lembro.
    Ser mãe é mesmo uma loucura. A gente deixa de viver a nossa vida.
    E nada muda depois que eles se casam, não é mesmo? continuamos preocupadas e querendo agradar.
    Gostei demais de sua postagem de hoje, bem divertida.
    Diga à Tita para comprar um vestido de babados, fica mais "sensual" por trás da sanfona kkkkk!
    beijos querida.

    ResponderExcluir
  30. da para ela, sim, ela vai ficar feliz, de voc ter lembrado...
    beijos

    ResponderExcluir
  31. Que maravilha querida este teu cantinho, estou conhecendo e me encantando com os textos encantadores que nos levam a imaginação.
    Estive lendo alguns e: Sem palavras são muito meigos.
    Tenha um dia tão encantador como o que tu escreves e beijinhos carinhosos para ti.

    ResponderExcluir
  32. Chica, Acho que Tita, não combinaria nada com sanfona, né? Tão linda e chique! Imagine se fosse verdade! Rsrsr! Chica, quando eu era criança e morava ainda na fazenda, eu sonhava com piano e vivia tamborilando os dedos para que minha mãe percebesse. Pois bem, pedi um piano no Natal. Nas vésperas do Natal, eu, muito xereta, fui vasculhar as gavetas e vi o presente: era um pianinho minúsculo, cabia na palma de minha mão, de cor rosa. Que decepção, que decepção! Acho que me realizei comprando um para a Raïssa, quase de verdade que tinha banquinho para ela sentar-se. Muito lindo! Mãe é mãe! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  33. Verdade, a uns tempos atras só ganhávamos presentes em datas especial, natal, pascoa, e por ai vai, e com isso a gente valoriza mais. Já hoje em dia ganhamos presentes em qualquer dia, sem data comemorativa, e assim ficamos exigentes e cada vez mais queremos. Tudo bem que presente é maravilhoso ganhar, mas ainda prefiro que seja só em datas comemorativas como antigamente.
    beijos

    ResponderExcluir
  34. Anônimo19/6/12

    Oi, mãe !
    Não lembro de querer esse acordeon vermelho ...
    Será que era por causa da tia Terezinha da gaita do Jardim de infância ? rsrsrs...
    Quanto aos presentes, acho que é porque tem ums pais e mães que por vergonha de um escândalo do filho ou filha se jogando no chão de shoping por que não ganhou tal brinquedo, acabam comprando para não se incomodarem .
    Graças a Deus, o Gui nunca fez um escândalo desses, pois se fizesse, estaria "ralado", pois além de não ganhar o presente, ia ficar sem mãe por uns minutos, pois eu iria "sumir" até ele cair na real ...
    Um beijo,
    Tita

    ResponderExcluir
  35. É mesmo, Chica, tantos presentes dados sem o carinho devido... Tudo era mais apaixonante, mas, sempre tem gente que preserva e curte as datas e os presentes com os valores verdadeiros...
    Achei legal o comentário da Tita...
    Tenho certeza de que você deu o seu máximo para cada um dos filhos e isso é mostrado claramente, "mesmo no mundo virtual"...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  36. Acho que ela vai adorar e vai ser bom todos juntos recordarem essa altura. Hoje não se dá valor a nada, tudo é demasiado fácil, têm-se coisas a mais e por isso nada é valorizado. Mas creio que ainda virá a altura de se valorizar o que se tem, isto está a ficar péssimo e o dinheiro começa a não chegar para se pagarem as contas da casa, Gás, agua e electricidade a subirem de dia para dia...Beijinhos

    ResponderExcluir
  37. Uma otima lembranças Chica deste tempo.Lembro que o Natal era uma festa pela esperança do presente, que no meu caso só acontecia nesta data e dado pela Empresa Vale aos filhos dos funcionarios.Era toda emoção no amanhecer de 25.Os outros brinquedos eram artesanais feitos por nós mesmo.Lembro da bonecas de papelão,rsrs.Mas bem que poderia dar um acordeon a Tita, é lindo instrumento, apesar de muitas casas serem ornamentações.
    Um abraço amiga.

    ResponderExcluir
  38. Chica, é verdade, o Eduardinho se quisesse, já poderia abrir um loja de brinquedos. E hoje ele ganhou um DVD portátil para assistir a "galinha pintadinha" onde ele quiser....rssss

    Não sei se encher os filhos com presentes gera algum problema, mas eu procuro diversificar os interesses dele. Por exemplo, ele também já tem vários livrinhos infantis que ele sempre está folheando e admirando. Espero que ele seja um grande leitor no futuro, igual ao pai...bom se depender de livros aqui em casa, ele será um leitor voraz, pois há livros por todos os cantos aqui.

    Chica, ele já tá com 15 meses, é muito esperto!! Já entende quase tudo que agente fala com ele só ainda não começou a falar. Só agora saiu o "pai" e a "mãmmã" mas em compensação já se aventurava a andar se apoiando nos móveis com 9 meses.

    Valeu, querida, beijos.

    ResponderExcluir
  39. Chica . tem sorteio no meu cantinho ...vem!
    bjs

    ResponderExcluir
  40. Estes são sentimentos atemporais cozidos em fogo brando pela vida inteira, delícia de sentimento! Um abraço, Yayá..

    ResponderExcluir
  41. Acho um absurdo a quantidade de brinquedos que meu neto e meu sobrinho-neto têm. Com certeza eles jamais 'aproveitarão' de verdade tudo aquilo!...

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿