Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

Lá no chica escreve tem...

Lá no chica escreve tem...
Cliquem pra ver!

♥ A morte não os separou... ♥





Edição Conto/História do Bloinquês

Tema: "Eles sabiam que estavam indo ao encontro da morte, impossível não saber"


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Após grandes sacrifícios financeiros  das famílias, com cursinhos preparatórios e deles, com o  esforço ,estudo e horas e horas dedicadas apenas aos livros, Vitor e Juliana conseguiram ser aprovados no tão sonhado  curso de medicina. E ainda, na Universidade Federal, vaga tremendamente disputada.

Haviam apenas saído do colegial e desde muito tempo eram amigos, além de colegas.

Eufóricos, iniciaram juntos, faziam as cadeiras  ,seguindo o curso normalmente.

Já no terceiro semestre, se depararam com  as tão comentadas  aulas de anatomia.

Era inevitável, teriam que passar por todas as lições dessa cadeira , que era rica em detalhes importantíssimos para a boa formação deles, futuramente.

As aulas aconteciam naturalmente e chega o dia em que a pauta do dia era: Dissecação de cadáveres.

Ansiedade, nervosismo de Juliana, bem explícitos, eram sentimentos disfarçados em Vitor, que preferia se manter firme, fortão, ainda que por dentro tremesse nas bases.

Naquela hora, ao cruzar o corredor e chegar àquela sala, eles sabiam que estavam indo ao encontro da morte, impossível não saber.  Esse tema era sempre falado, visando uma preparação ao momento.

Porém, uma coisa era falar e outra, saber que ali, do outro lado da porta, aquilo os esperava.

A ansiedade não era apenas deles, vários outros estavam na mesma.

Chega a hora, o professor ali os esperava e quando lhes mostra um braço,o silêncio daquele lugar foi quebrado por vários  sons .Eram  Ohs!!!Ahs!!!Erghs!

O professor inicia a aula, acostumado com o mal estar que aquele material causava aos principiantes. Para ele, era apenas um MATERIAL, para os outros,era um braço humano.

Ao final daquela  aula, três faltavam. E, nosso amigo, Vitor, estava entre eles.

Desde aquele dia, Vitor se deu conta, teve a certeza que precisava, de que estava no curso errado. Não tinha  menor vocação para ser médico, se precisasse daquilo para prosseguir.

Tinha agora um problema:
Revelar seus medos os pais e dizer que abandonaria tudo, faria outro vestibular, procurando nova opção, que passasse bem longe   de sangue, membros  e até mesmo injeções.

Porém , mesmo tristes, os pais o compreenderam.


Juliana prosseguiu e se encontrou na profissão. Não mais se viram.Ela casara e trabalhava muito. Os plantões eram longos e frequentes.

Após muitos  anos, se reencontraram, quando, apressada, chega num escritório de advocacia e vê  Vitor, como dono daquela banca.

Ela fora lá para tratar de dar início à sua separação de Mauro, um ex colega e que passaria a ser definitivamente ex, em toda sua vida.

Foi um lindo encontro de amigos que haviam se perdido nos emaranhados dos cursos, trabalhos, estágios.

Vitor ainda estava solteiro, não pensava em casar-se.  Porém, novamente estando perto de Juliana e agora tratando de seus interesses, viu o quanto ela fora e ainda era linda, educada e sobretudo, a mulher que parecia esperar para viver.

A audiência de separação aconteceu, ela estava livre do marido, mas seu coração já estava ocupado....
Vitor estava bem sentadinho dentro dele e era recíproco.

Trataram de nem perder mais tempo com nada.

Foram viver juntos e são felizes como sonhavam, cada um com sua profissão e aptidões.Um respeitando o outro.

Passam alguns anos, Juliana estava para dar à luz: seria um parto cesáreo.

O médico pergunta à Vitor se ele assistiria o parto para estar perto da Juliana, mas essa, correndo, depressinha, tratou de dizer:
_Não, doutor, prefiro que não.

 E deu um sorrisinho ao marido que suava frio já li, mas ficara aliviado!

Vitor foi chamado apenas depois que tudo estava prontinho, o bem, limpinho, enroladinho, pronto para o abraço. Assim, ficaram os três, por vários minutos, agradecendo a bênção daquele momento...

42 comentários:

  1. Ainda bem que o rapaz mudou o rumo profissional e depois reencontrou seu amor.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. É COLEGA... ESSA PROVA FINAL É REALMENTE UMA PROVA FINAL!! SE A PESSOA NÃO TIVER ESTÔMAGO, NÃO SERVE MESMO PRA COISA. KKK
    MUITO BONITO, VOCÊ DESCREVER DESTINOS SEPARADOS, PELAS CIRCUNSTÂNCIAS E UNIDOS PELO DESTINO, QUE É UMA FORÇA BEM MAIOR.
    ADOREI O TEXTO. ESTÁ FALTANDO UMA LETRINHA "A" NESTA FRASE, Ó... "Passam alguns anos, Juliana estava "par" dar à luz: seria um parto cesáreo."
    PENSEI QUE SERIA LEGAL TE MOSTRAR...
    TEM NOVIDADES NO MEU BLOG E NO DOS MEUS GATOS, APAREÇA POR LÁ E DÊ SEU VOTO, TE AGRADEÇO DE CORAÇÃO!!
    UM LINDO FINAL DE SEMANA E UM ABRAÇO BEM BONITO, DA MAUAU E DO GATITO!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse conto. Tão bom essas leituras agradáveis.
    Tenha um ótimo final de semana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei Chica! O destino e suas surpresas! E eu adoro finais felizes...Beijos

    ResponderExcluir
  5. O tema poderia ter sido abordado com muita tristeza, mas a Chica tem sempre essa facilidade de conseguir quase o impossível dando a volta à história. Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. Que final feliz.
    E eles viveram felizes para sempre.
    Um conto muito lindo Chica.
    Fiz minha participação e sei vais rir de montão.
    kkkkkkkkkkkkk
    bjos.

    ResponderExcluir
  7. Êita trem bão de ler sô!!.. rss

    Chiquitita, esse gonócio de anatômia não é cousa de gato não? Pusquê eu tenho um gatinho chamado "Anato"... E tu precisa ver como ele Mia!!! rss

    Bicervação:- Me fez lembrar do dia que levei minha fióta pra facul, e fomos convidados pra conhecer o laboratório.... Uhuuuu!! Eu vibrei mais do que ela...kkkkkkkkk

    Beijo
    Bão findi
    Tatto

    ResponderExcluir
  8. Gosto de finais felizes. Sei que nem sempre é possivel, mas é tão agradável a sensação de "beijaram-se e foram para a cama". Nesse caso já estavam na cama!
    Isso de profissão errada é muito sério Chica. Minha filha Juliana, é advogada. Nunca vi uma pessoa que tenha feito escolha mais errada.
    Nada a ver com ela, isso ela mesma admite. Mas não tem tempo, nem coragem, nem incentivo para estudar mais. Diz ela que chega!
    E meu filho, aos 38 anos está começando um curso de engenharia mecânica, pois agora ele percebeu que é isso...justamente isso que ele gosta.
    Vai entender? Penso que o vestibular deveria ser feito depois dos 30, quando os jovens já estão trabalhando em uma coisa qualquer e percebem do que gostam.
    O vestibular muito cedo, quando ainda se é muito jovem, confunde. Não é raro ver os meninos ou meninas decidindo em grupo o que vão fazer. Não pode dar certo.
    Gostei do seu conto Chica, como sempre. Beijos amiga, estou melhorando, logo tudo passou.

    ResponderExcluir
  9. Que delícia de conto Chica.
    Cada um com sua profissão e se respeitando, que o mais importante.
    Xeros

    ResponderExcluir
  10. Beijinho e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Chica
    Que lindo amiga
    Adorei como sempre
    Vim deixar um abraço
    Desejar um lindo e venturoso final de semana

    Amiga ando bem triste........
    Minha filha esta indo embora pra Belem do Para
    Ha dias que ja estou a chorar a saudade que vira
    mas é a vida,faz parte.
    Desculpe o desabafo
    Bjsss

    ResponderExcluir
  12. O que tem que ser ... é.
    Mais cedo ou mais tarde, não é mesmo Chica.
    Teus contos são sempre surpreendentes.´
    Beijinhos e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  13. Bem contado o teu conto. O redirecionamento profissional e o reencontro do amor foi tônica maravilhosa do desfecho.
    Abração.

    ResponderExcluir
  14. Chica querida
    Adorei, mas sabes que nunca pensei que iria ter um final feliz!
    excelente amiga.
    Bom fim de semana

    Beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  15. Que história linda!
    Esperei,ansiosamente,como romântica que sou, por um final feliz...
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  16. Véia?
    Quem te disse?
    Até pode ser fisicamente, srsrs
    mas a tua cabecinha gira mais rápido que muita gente que se diz jovem.
    Quando eu crescer quero ser igual a Chica.
    Um girassol voltado para a alegria de viver e de partilhar a vida.
    Bjos
    (pode acreditar!)

    ResponderExcluir
  17. Oi Chica,

    Tudo bem? Gosto dos seus contos porque eles não cartesianos e nos trazem muita empolgação na leitura. Que final lindo! As vezes só veremos a sábia escolha no melhor momento da vida.

    Bom final de semana!

    Lu

    ResponderExcluir
  18. oi Chica
    paree história real -
    fiquei lendo e viajando junto com a história
    adoraria ter este teu dom
    bjss
    lu

    ResponderExcluir
  19. Ótimo conto Chica, a morte é uma senhora ingrata, nunca é bem-vinda, sempre temida, mas infelizmente faz parte da vida. E como frisou teu conto, dependendo da profissão, pode ser algo natural e até banal.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  20. Chica! Adorei a história. Respeito é o principal numa relação. Beijos e excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
  21. Oi Chica!
    Que belo conto!
    Se encontrar na profissão é muito importante para se viver bem e graças a Deus ele se encontrou e depois teve a chance de viver o grande amor.Isto é tudo de bom!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  22. Querida Chica
    Tem decisões na vida que precisam de muita coragem, como a de desistir de um curso tão concorrido como a medicina.
    Ainda bem que o destino estava a favor de Vitor e Juliana.
    Tenha um lindo final de semana .
    Beijo
    Roseli

    ResponderExcluir
  23. Oi Chica
    Um conto bonito quando o amor sempre entra nas linhas e finaliza felizes pra sempre.
    tenho um irmão que fez Medicina Legal, e trabalha com cadáveres Chica tem que ter coragem!acho até que tornou-se um homem bastante frio,e conta cada detalhe de arrepiar os menos corajosos , que nem eu rs
    Bem fiz eu que optei por algo mais leve- ensinar os pequenos!
    um abraço grande Chica e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  24. Chica,
    É porisso que eu sempre digo: O que tem que ser será.... Eles tinham que ser um do outro e o tempo tratou de preparar tudo...Lindo esse conto viu...
    Beijos e lindo final de semana pra você
    Márcia

    ResponderExcluir
  25. Chiquinha minha amiga, essa história dá um conto grandão e detalhado! Pensa aí que vale a pena!

    ResponderExcluir
  26. Oi
    Minha querida
    Obrigado pela vst e palavras de conforto
    Adoro ter sua amizade
    Venha sempre,ficarei sempre grata
    Um grande bj no coração

    ResponderExcluir
  27. Oi
    Querida
    Desculpa estou tão nervosa que nem respondi sua pergunta
    Êles irão em junho,ainda vou passar uns dias com eles
    As crianças vão terminar este semestre na escola,pra recomeçar la depois
    O meu genro é médico cirurgião vai juntar-se a uma equipe la,que prestam serviços comunitários e particulares tmb,la tem falta de cirurgiões em traumatologia
    Com certeza ficarão muito bem
    Quem fica é que sofre com a saudade
    bjoss

    ResponderExcluir
  28. Lindo conto amiga,adorei, tens uma maneira especial de escrever, simples e direta. agradeço as tuas visitas no meu humilde cantinho,beijinhos

    ResponderExcluir
  29. Eu simplesmente adorei...!!
    Rs, que conto mais gostoso de se ler.
    Tudo se encaixa direitinho.

    Beijos e bom final de semana,

    ResponderExcluir
  30. É Chica, a roda de Samsara não pára de girar.
    Que sejam felizes por muito e muito tempo!
    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  31. Linda história, voltas que a vida dá!!
    Vc é fantástica em tds os sentidos amiga, com o dom das palavras.
    bjs♥

    ResponderExcluir
  32. Chica, eu tive aula de anatomia na faculdade... e a sensação é essa mesmo. Um horror qdo vemos pela primeira vez, mas depois nos acostumamos.

    Um ótimo fim de semana pra vc!
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Lindo texto Chica, voce consegue sempre nos colocar uma pulga na orelha sobre o final, mas sempre o faz com arte e nos oferta um final feliz.
    Otima criação.
    Um belo domingo para voces.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.
    E vamos que vamos.

    ResponderExcluir
  34. Oi minha amiga!
    Teu texto me fez lembrar das minhas aulas de anatomia, fiz dois anos do curso de psicologia antes de cursar artes plásticas. Fiz a disciplina de anatomia 1, e gostava muito quando o professor nos dizia que íamos mexer nos cadáveres, ele conduzia tudo com maestria, ele era espírita, e lidava com os cadáveres os chamando por um nome inventado por ele mesmo, contava sua história (inventada também) e nos dizia: pensem que o "seu João" que agora está aqui, já teve sua história, sua família, etc. Eu me envolvia tanto com tudo aquilo que não tinha medo, nem nojo, pelo contrário, tocava neles com a maior naturalidade, acho que tudo isso se deve a maneira como ele conduzia a aula.
    Bom, escrevi muito né?! E ainda falta falar deste conto delicioso que escreveste, me surpreendi com a forma como lidaste com a morte, muito bom humor, inteligência e ainda com um final feliz. ADOREI!!!!!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  35. Lindo demais, Chica, o seu conto! Adorei!
    Beijo, beijo
    She

    ResponderExcluir
  36. QUE VOLTA GRANDE PARA ESSE AMOR SE ENCONTRAR!!! VALEU!!!
    TENHA UM BOM DOMINGO, CHICA!!!

    BEIJOSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  37. Adorei isto, e me surpreendeu quando li o título já esperava tristeza, mas não é conto de minha amiga Chica onde tudo sempre acaba bem, afinal Chica é mágica, te gosto muito, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  38. Uma linda história de amor, Chica!

    Ainda bem que ele voltou atrás à tempoo! Melhor que exercer a profissão sem querer!

    bjks

    ResponderExcluir
  39. Chica,



    Adoro finais felizes, fazer o quê, né??? A vida sempre encontra um jeitinho de fazer o que já estava escrito... ;)



    Sempre é estimulante te ler, amiga!

    Bj grande e lindo domingo para ti e os teus

    ResponderExcluir
  40. Querida amiga, neste dia especial em Portugal, deixo um grande beijinho.

    ResponderExcluir
  41. Adoro histórias de amor com final lindo e feliz!
    Bjim
    Léia

    ResponderExcluir
  42. Eu nunca me vi trabalhando na área da saúde... Não poderia...

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿