* Uma fotografia e as doces lembranças...

Essa é a 5ª edição do ONDE AS PALAVRAS SE SOBREPÕE

Uma fotografia e as doces lembranças...

Era noite de 12 de junho...

Dia dos NAMORADOS!

Data essa que eles sempre  davam  um jeitinho de comemorar a dois,de uma forma bem especial.

Ele chegava do trabalho carregando um buquet de flores bem e carinhosamente escolhidas para a namorada  e ela, bem perfumadinha, arrumada especialmente para o encontro.Trocavam lembranças e namoravam docemente.

Casaram, vieram os filhos, grandes presentes em suas vidas e mesmo com as correrias da vida, nunca deixaram passar essa data em branco.  Faziam de tudo pra que não coincidissem  outros compromissos para que sobrasse para eles, os ainda namorados.

Hoje, passados 43 anos que estavam juntos, entre o tempo de namoro, noivado e casamento, já rodeados de netos,ainda assim o costume continuava.

Porém, naquele dia,horas antes dele voltar do trabalho, ela lhe telefona e   lhe diz:

-Não me sinto muito bem hoje para enfrentar as filas nos restaurantes, como costumeiramente ocorre, lembras?
-Assim,pensei em fazer um  jantarzinho especial pra nós dois aqui em casa, o que achas da idéia?

_Ótimo! acho que será legal!

-Ah! e depois, tem uma surpresinha pra ti!diz ela.

Ele chega em casa e  desde logo sente o aroma de comida caseirinha...

_Oba!diz. Estamos sozinhos em casa hoje? 

-Não, isso faz parte da surpresinha que preparei. Bem, na verdade um ítem  dela não estava incluído.Mas vais adorar,tenho certeza!
_fala logo!
__É o seguinte:enquanto eu preparava o jantar, Pedrinho pediu pra vir dormir aqui , pois estava com saudades.Não tive coragem de dizer não a ele, mesmo sendo nosso dia...Sabes como o adoramos e ele a nós,não?

Assim,  jantaram   com  o netinho  e depois, ela chega com uma caixa antiga   cheia de fotos. Sentam os três no sofá e a cada que ela tira de dentro da caixa,voam as recordações e viajam no tempo.

Pedrinho, bem atento,  aprendeu muito naquela  noite.Viu o que é um amor de verdade.
Um amor que atravessou problemas,trovoadas e sempre se manteve  lindo. Um amor que eles desejavam    que  todos os netos encontrassem em suas vidas.

Pedrinho,já cansado,esfrega os olhinhos, a vovó lhe acompanha ao seu quarto , coloca a música   que o acompanha desde pequeninho por ali,acende a   luzinha colorida  para iluminar seus sonhos e o beija.

Chega à sala, o marido já cochila, mas ao vê-la levanta-se, a abraça e beija e convida:

-Vamos deitar?

Assim, terminam a sós e deliciosamente,cheio de carinho,mais aquele dia dos namorados!Foi especial!