♥ Que mico! ♥




Edição Conto/Histórias do Bloinquês

Tema: No fundo eu sabia que não era a minha voz que você queria ouvir.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Genara, uma moça do interior, tímida, porém com manias de luxenta e grandeza, bem diferente da sua família, era apaixonada por seu antigo colega de trabalho, Genival.


Este, agora que o relacionamento acabara, ainda a esnobava.

Ela vivia suspirando, triste, estava se acabando de tanto amor!

Seus pais não mais suportavam vê-la assim, desanimada, definhando...

A mãe, Zilá, teve então uma idéia.

O dia do  aniversário  da filha se aproximava e ela faria 40 anos.

Preparou tudo, encomendas de doces, salgados, convites para amigos,mas nem assim, a filha se entusiasmava.

Chega o dia da festa.
Genara até estava bem bonita, sorria de vez em quando também.

De repente, ouve-se lá fora, uma música alta e dela chamavam :


_Genara, viemos hoje te homenagear
É teu aniversário, por isso queremos cantar:


E iniciaram o Parabéns...


A festa dentro de casa parou...

A mãe, que tinha arquitetado tudo, fingiu nada saber.
Apenas levou a filha até a porta, rodeada dos convidados.

Lá, estava, Julio Cesar, um moço que desde  muito tempo , apaixonado por Genara. Ele sobe no alto do caminhão de som, pega o  microfone, daqueles com o som bem "fanho" e cheios de "reques,reques" e diz:

_ Genara,  hoje é teu aniversário e, ao  te parabenizar, quero meu amor, bem alto, declarar!

TE AMO! TE AMO!

No fundo eu   sabia que não era minha voz que você queria ouvir, mas mesmo assim, repito:
Preciso de você ! Quero com você casar!


Genara naquela hora, tinha o rosto como uma berinjela: roxa de vergonha!!!
Sai dali correndo e tranca-se  em seu quarto.

_Que mico! Que coisa mais "furreca" essa!!! Credo! Nem pensar! Se ele não tinha chances, agora menos ainda!

Imagina casar com um cara assim!!!

E assim, seguia, ruminando, pensando sozinha...Continuava firme em sua teimosia!

A mãe e os convidados, mortos de vergonha e cheios de pena de Julio Cesar.

O tempo passa e por lá a rotina de todos se  seguia.

O que ninguém sabia era que algo dentro de Genara havia ficado estranho.

Mais passava o tempo, mais se arrependia de ter feito aquilo ao rapaz.

Criou então coragem  e caprichou:

Foi ao Programa do Gugu e lá, com a produção, tudo foi preparado.

Ele estava no seu trabalho, quando, de surpresa, chega o caminhão de som, enfeitado com corações, altas produções.

Lá, ela pega o microfone e, esquecendo seus antigos luxos e manias, grita bem alto:


_ Julio Cesar,

 NÃO é teu aniversário, mas se quiseres, poderemos iniciar a contagem  de muitos anos juntos.

Me perdoa pelo mal que te fiz!


Hoje,  já passados quinze anos, os dois riem muito de tudo que aconteceu e são os felizes donos de uma empresa produtora de "Mensagens Surpresas" e...faturam alto!

Podem dar boas dicas e passar experiência os clientes!

E sabem levar a vida distribuindo carinho, amor e alegrias por onde passam...

Foram assim, MICOS que valeram a pena!