✿A velha estação e Seu Jacinto...✿


e da


Sentimento da semana: medo

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Estação abandonada
nenhuma alma viva se pode avistar

apenas a alma penada
sai ali a perambular 

Todo dia à  mesma hora
encontro se pode até marcar

Vinte e três e trinta marca o relógio
é a hora por ele  escolhida

passa, rápida a fantasmagórica aparição
 todo o comboio percorre, volta à estação

Dos passos, apenas barulhos
marcas de carvão e graxa de seus pés descalços aparecem

suas pegadas somem de repente...
já tendo deixado com medo muita gente...

bem no banco da estação
some agora a alma dolente...

Dizem ser S.Jacinto, um velho maquinista
há tantos anos, pela companhia férrea aposentado

que de saudades do trem e  dali, morreu
mas sua alma o espaço a ninguém ainda cedeu...

Naquele  exato horário
era ele que em tempos remotos

seu turno de trabalho findava
fazia no trem inteiro a fiscalização

passava pelas caldeiras
via se tudo em dia estava
e, só então, para sua casa voltava!

A estação já está abandonada
os trens estão já ali fora de uso

 Muitos vigias já por ali passaram
mas por medo, o serviço abandonaram...

Hoje Seu Jacinto
naquele velho e por outros,já esquecido recinto
reina só!

Nem mais  tanto medo ali existe!
Se nele pensam, sentem apenas dó!


chica