♥ Devaneios...♥


Vi aqui a imagem

O cenário estava cada dia mais lindo por lá !

Flores exuberantes, mesmo as mais simples, se mostravam de todas as cores e perfumes que se espalhavam pelo ar...

Lá de dentro da casa, o cheirinho de uma comida de vó...Mas daquelas vovós que cozinham ainda com amor, o fazem com o maior carinho.. Naquela cozinha claro, não cabiam as dietas restritivas.

Não cabiam as maluquices de não como isso, não posso comer aquilo, estou de dieta, e tantas coisinhas mais...

Ali dentro havia vontade de oferecer carinho...

Ali dentro também não havia Wi-Fi, senhas, codificações...

Ali estavam todos presentes de verdade...Não apenas o fantasma da presença que, após algum tempinho sentia cócegas no bolso para o celular procurar...

Ali era olho no olho...

Risadas, falatórios todos juntos, um com mais novidades ( ou nem tanto) do que os outros.

Havia comunicação!!!

Certo dia, a vovó foi vencida...

O costume de deixar portas abertas conspirou contra ela. Foi atacada por bandidos que de forma alguma combinavam com aquele cenário.

Ela que tinha como preocupação ao ver as flores e canteiros crescendo, de apenas deixar tudo bem capinado e roçado, para que cobras não a atacassem.

Foi picada pela" cobra" da modernidade...

Bandidos não respeitavam mais ninguém e nenhum lugar...

A porta daquela casa foi fechada !

Tanto ali ficou pra trás...

A família já lá nem retorna...

Perderam o ponto de equilíbrio de suas vidas...

Ali viviam momentos diferentes e eram esses que faziam a doçura da festa...


Não havia luxo, as camas e móveis eram toscos., o varal era repleto de panos de prato branquinhos, ainda bem quarados ao sol...


Tudo ali era simplicidade e tão bem funcionava, sem máquinas...Essas eram os braços pelancudos da velha vó ,cuja musculação era feita sem de casa sair...

......................................

Uma vozinha a chama:

-Vovó, acooooooooooorda!!!


Já é hora de me levar pra aula de ballet, depois vamos ao shopping, depois vou jogar no teu computador...Ah! E não vamos esquecer de mandar arrumar teu celular que estragou!

- O Celular? Ah, fora dormir com ele preocupada e talvez por isso tenha tido tantos sonhos misturando as saudades com realidade!

- Sim, querida!

_Já estamos indo! Vovó se ajeita em um minuto e lá vamos nós!

Simbooooooooooooooooora, de volta à realidade, seja como ela for!!!


chica

13 comentários:

  1. Bom dia amiga Chica!
    Essa é a realidade da vida,mas é tão gratificante quando estamos com os netos,isso nos torna muito mais fortes.
    Amo também quando estou com meu amado neto Lucas.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito e bem escrito, como sempre, Chica... mas me trouxe uma saudade danada das vovós, viu? Boa semana, amiga; pena que já acabou a praia, não é? :)

    ResponderExcluir
  3. Lindo Chica! Maravilhoso! Lamentavelmente, não tive o privilégio de conhecer meus avós.

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  4. Que delícia, o sonho estava ótimo, mas a invasão dos bandidos acabou com a festa. Realmente, tivemos outros comportamento em família sem a tecnologia imperando. Mas, vamos que vamos, viver com alegria a nossa vida contemporânea.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito da casinha que me fez pensar no início que as modernidades não entrariam ali.

    Valeu a companhia dos netos.

    Beijos Chica

    ResponderExcluir
  6. Oi Chica,
    Vivi num tempo , no interior, que na cidade só tinha uma delegacia vazia e um único policial.
    Tudo era lindo, os jardins bem podados, flores de todas as espécies.
    Hoje a cidade esta morta dessas reminiscências, temos que trancar bem a casa que está toda gradeada, seguro de carros e tenho medo de sair à noite, pois não sei se volto.
    Tempo bom que não olvido jamais.
    Bela poesia que mexeu com muita gente.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  7. Que gostoso, Chica. Deve terr sido muito bom. bjs

    ResponderExcluir
  8. Ai que triste Chica! Que difícil deve ser sair de um lugar tão lindo e ter que se espremer na confusão da cidade...
    Isso aconteceu mesmo?
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante, Chica.
    Abraço grande.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  10. Oi, Chica, hoje aqui! Sabe, quando fui descendo tua bela crônica fui pensando, deu pra ela, a vó, que judiação! E veio os tempos passados e esse de agora, modernoso com tudo que nunca sonhamos: bandidos, celulares 24 horas, mulheres e homens pirados, liberdade excessiva, estupidez e interesses acima de tudo. Ainda bem que há 'Deus' acima de todos (rsss ).
    Na verdade eu sou 'conservadora' e até morrer. O que mais se vê hoje são cadeados nas portas, porteiros - não para ajudar, mas para impedir intrusos. Essa cena que vi na tua crônica é a cena saudável de família, o carinho familiar. Hoje, nossos filhos saem à noite, mesmo que seja de suas casas, mas continuamos preocupadas. Ser mãe é triste... a preocupação só termina quando nós terminarmos.
    Beijo, curte o feriadão

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Chica,
    Um antes e depois de como as coisas se passavam e passam agora.
    Tive essa grata experiência sem ter nada de nada e tanto carinho e comidinhas boas com que a Vó nos presenteava!
    A realidade hoje é outra muitooooooo à frente e termos que nos adaptar...
    Magnífico texto!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  12. Oi Chica, a modernidade e a tecnologia não é ruim, ruim é trocarmos as coisas boas e verdadeiras, pelas que não acrescentam nada e são falsas.
    Amei o texto, viajei, fui lá na casa da vó, senti saudades.
    Boa semana,beijos,Vi

    ResponderExcluir
  13. Que delícia de texto,chica, parabéns!!!
    No fundo as necessidades básicas são tão simples, mas a evolução nos levou para caminhos difíceis, o consumismo e tecnologia nos distanciou.
    Fico imaginando como seria esse sonho daqui a cem anos, será que haveria saudosismo do que é realidade hoje?
    Amei, amei, amei!!

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿