♥ Uma entrega do mar...♥




Lina, sonhadora, ficava horas  , bem longe, o mar a olhar...
Olhava, sonhava, para casa voltava!
Sua vida nada de graça tinha...
Nem mais sentia-se mulher.

Os anos haviam passado, ela até o corpo mudado.
Não havia mais viço, juventude, hormônios dormiam...

Mas, todo dia, isso era sagrado,
ao mar lindo  não deixava de ir.

Sonhava ali, acordada.
Para os lados, sequer olhava.

Nem Peter ,que a observava, ela percebia.
Mas ele, sabendo dos seus horários, todo dia lá a via!

Um dia, Lina, ali sentada, viu algo brilhando, que flutuava.

Viu bem de perto! Era uma garrafa!  Parecia ter um bilhete dentro.

Ansiosa, pois sempre lera muito  sobre mensagens na garrafa  deixadas em mares distantes, foi até lá, pegou- a e a abriu.

Com cuidado, retira o bilhete...

Lê e à primeira linha, começa a corar...

Para ti, linda mulher, que emprestas ao mar tua beleza, num cenário lindo de se ver, peço-te:

_Olha para o teu lado. Ficará fácil me ver!

Ela lê e corada, se gira...

Lá está um belo senhor grisalho,tez morena, barba bem marcada....
Olha, dobra o bilhete, sorri.

Nessa hora, Peter , passo a passo, se aproxima...
Estende a mão,  respeitosamente...

Algo dentro de Lina explode... Um fogo, uma chama!
Sente-se viva, vivinha da silva!

Pensa em questão de segundos, enquanto via aquela mão respeitosamente estendida:

_Ora, vá pro infernos todo esse respeito..
Estou diante desse mar, estou viva!

Sem responder ao cumprimento daquela mão, atira-se em seus braços. Manda às favas o pudor, o respeito e vive aquele momento, com intensidade, com paixão.

Ele parecia surpreso,mas responde ao abraço e um lindo beijo acontece.

Claro, não era de amor! Mas valeu! Trouxe de volta à Lina, o calor!

Agora, passados meses daquele encontro, os dois, todas as tardinhas, estão lá, juntinhos.

O amor agora existe, faz parte dos seus dias. Se completam, vivem com intensidade tudo que lhes for permitido e assim pretendem continuar, sem nem pensar no depois...