♥ Um filme que passa, lágrimas e alegrias, esperanças! ♥

Imagem Recebi por email...


_Falta uma! Falta uma!  Não vale!  Tens que aparecer pra esse momento registrar!

Era o que se podia ouvir naquela tarde, numa gostosa reunião de irmãs...

As falações, conversas ,risadas ecoavam pela sala. Havia a presença da ala jovem e de uma vida apenas iniciando por ali. Havia luz, alegria.

Assuntos não faltavam e o que faltava era a tarde. O tempo voava quando juntas estavam e nem a metade fora dito ainda na hora da despedida.

Ao chegar em casa, passa um filme na cabeça  e ela vai até o passado...

Uma linda viagem, não sem saudades.  Vai fundo, remexe seus baús de recordações. Nessa época do ano parecem nos convidar a isso fazer...
 Ali as encontra...A menorzinha( Margot) ainda não nascera ...Eram quatro e ela, na foto, o bebezinho...

Encontra uma onde juntas aos pais estão em escadinha, há tanto tempo atrás...(Mausi, Tânia, Sandra, chica e Margot) Eram ainda em cinco irmãs.

Nessa mesma hora, aparecem temporais, raios ,trovões em suas lembranças.Céu escuro, sombrio.Tristeza...
 Gritam agora suas lembranças:

_Ops, que pena!  Faltam dois! Uma irmã e o pai...

Faz uma pausa...Respira, derrama as lágrimas que insistem em rolar...Deixa que rolem...


Vai mais adiante, após tantos anos, tantos acontecimentos...Encontra ainda as quatro juntas nas bodas de ouro dos pais...

E assim, de repente, volta à real... 

É preciso voltar das recordações e viver o presente!
Margot, chica,Tânia e Mausi
E a real mostra as quatro juntas recentemente...

E no presente, a cada encontro, muita alegria e tomara assim permaneça por muito tempo e que a falta seja apenas pelo motivo de uma  ou outra ser a fotógrafa, que gosta de registrar e guardar tudo aquilo.

Elas passaram pela vida até aqui, cada uma com sua família, filhos de montão, netos em profusão e podem ter envelhecido, amadurecido, mas ainda a cada encontro, as crianças saltam e brincam na sala de suas vidas. E isso é bom demais!

Na certeza de que tantos e tantos que hoje faltam em suas famílias ,de onde estão, aplaudem essa união que souberam manter, apesar de tudo, de tantas coisa passadas juntas ou separadas.  

Esse elo é indestrutível e assim há de ficar na vida e recordações.  

Aos que foram, nossas saudades bem sentidas e nós que ainda aqui estamos, curtir cada vez mais essa amizade e união, pois o danado do  tempo rola...rola e rooooooooooooola rápido demais.

Aproveitar é preciso! 

E temos que fazê-lo enquanto saúde temos e até  dentes pra mostrar nos sorrisos que chegam do coração,srsr...

* Para minhas queridas irmãs  , com o meu maior carinho e desejando que possamos, como aquelas velhinhas da imagem bem no início, ter alegrias pra viver a cada vez e que, como lá são três apenas, uma deve ser a fotógrafa. Talvez nem mais enxergando o buraquinho de focar na máquina, mas tentando...Adivinhem quem?rs

beijos,chica