Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

Lá no chica escreve tem...

Lá no chica escreve tem...
Cliquem pra ver!

✿ Num dia nublado.. ✿



Minha participação na 100ª EDIÇÃO VISUAL do Bloinquês

Tema livre

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Hoje passo a contar algo pelo menos inusitado, mas real e bem verdadeiro...


Como muitos devem ter lido, sou uma privilegiada: tive dois pais. Um que me criou e outro que só me colocou no mundo e a quem não conheci...


Fiquei sabendo de sua existência quando já estava com 39 anos.
Feita essa explicação, passo ao relato:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Num cemitério antigo, Bahia, Eunápolis, está enterrado aquele pai que nunca conheci...

Marido e eu, passando férias em Porto Seguro, lugar que adoramos!

Um dia meio nubladinho, ameaçando chuva, "roncou nas minhas tripas", de ir até lá, conhecer onde ele estava...
Ficar pelo menos um pouco perto de um local onde ele tivesse passado!

Maridão estranhou um pouco, mas topou, como sempre,de cara!

Lá fomos nós de "buzum", aqueles ônibus bem fuleirinhos mesmo...

Não lembro bem o tempo que levou, mas não foi pouco.

Porém, a praia estava perdida mesmo e nós, estávamos passeando então tudo seria novidade e uma forma de aproveitar o dia.

Bem, não tínhamos nem idéia de onde poderia ser o tal cemitério.

Chegando à rodoviária, pegamos logo um táxi para que nos levasse, finalmente ao local.

Eu estava emocionada e por dentro, sentia uma coisa estranha.

Diga-se de passagem, que como sempre ando em férias, estava bagunçada, de bermudas, chinelos e o parceirão" idem com batatas"...

Após andar um tempão chegamos à frente do portão. Parecia um cemitério de filmes de terror! Todo velho, tipo caíndo aos pedaços.

Entramos então e o motorista ficou nos aguardando, tremendamente desconfiado da situação.

Por lá percorremos todos ou restos de túmulos, os túmulos mesmo e os escombros, procurando pelo nome dele.

Passávamos por cima, era um verdadeiro "cross" sobre os túmulos, sem contar que estávamos arriscando a ficar ali dentro de uma daquelas covas que se desmoronavam.

Mas eu não desistia e fomos ao administrador (imaginem a figura) do local, que disse não saber da localização.

Passados mais uns bons tempinhos por ali, naquele local um tanto quanto estranho, percebemos que estávamos todos embarrados, pois havia chovido...

Resolvi então, deixar assim mesmo! Desistimos!

Parei num local quietinha e fiz uma oração para ele que certamente teve um dia, por um pouco de tempo, por ali seu corpo repousando...

Fiz a oração e me senti leve!Valeu tudo aquilo!

Agora, só faltava voltar ao táxi, cujo motorista nos olhava como se tivesse visto os próprios fantasmas, só que estes, desta vez, deixaram seu carro embarrado e molhado...

O motorista ficou ainda mais estupefato quando ao entrar no carro, dissemos que iríamos logo pra rodoviária, sem mais passeios.

No mínimo estranha para ele a situação de ver dois  turistas, mal arrumados, escavalgando sobre túmulos e após, ir diretamente embora...
Se vissem a cara dele! Coitado! Estava assustado!

Mas valeu tudo aquilo e até hoje sou grata ao meu marido por ter me feito companhia naquela empreitada um tanto quanto estranha e escabrosa para umas férias e descanso num local tão lindo!

Mas foi muito bom, pela primeira vez, pisei o mesmo solo que ele, meu pai biológico...

E reconheço, só mesmo o marido que tenho pra me aguentar!

Depois disso, até o Sol apareceu novamente! (Chica)

* Passados anos desse fato, hoje o republico, ressaltando que para mim, naquele dia, o deixei ali, enterrado e nem lembro mais de detalhes que me contaram.

Não valem a pena ser lembrados.

Pai não é aquele que apenas faz o bem bom! É o que cria e , principalmente, o que aceita e o meu pai verdadeiro, foi o que me aceitou e criou.


38 comentários:

  1. O que dizer Chica?
    Teu coração reconhece o verdadeiro e isso é o que importa.
    O outro fez a parte dele em te "fazer" e vc fez a sua em ir até lá e orar por ele. PONTO.

    Maridão esse seu hein??? Que amor!!!!!!!!!!!rsrs

    beijinhos aos dois (se me permite né?)

    ResponderExcluir
  2. Oi Chica querida!
    Com certeza pai é aquele que aceita e entende que passa a ter responsabilidade sobre aquele ser que pôs no mundo!
    Mas como não devemos julgar os atos de ninguém...
    O importante é que você encontrou o pai que te aceitou e criou! Esse é o seu pai!
    Querida uma linda terça pra você!!!
    Bjs
    Ivani

    ResponderExcluir
  3. Ai Chica, queria poder ter visto vocês dois dando um de Indiana Jones, mas que bom que você fez o que o seu coração pediu, pois assim hoje você pode escrever aliviada e sentindo-se leve por tudo, a sua compreensão esta perfeita, pai é quem cria...
    Então sem mágoas no coração, busque apenas o aprendizado da situação...
    Beijos Floridos para você...

    ResponderExcluir
  4. Oi, Chica!

    Foi uma verdadeira aventura, hein? Um tanto macabra, mas, foi, kkk
    Mas, o importante é o desfecho que teve, a sua consciência de ter feito o que deveria, e a sua conclusão de que pai verdadeiro, é aquele que cria, que ama, que cuida e que se importa.

    Um grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  5. Valeu a aventura Chica, seguiu seu coração, fez o que sentiu que devia fazer.
    Penso como você, pai de verdade, é aquele que mesmo não sendo biológico, deu o melhor dos ingredientes: AMOR.
    Pra mim, é isso o que importa.
    Beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Chica, chorei de emoção.Que história!Que superação!O que falar?! Conheço histórias parecidas onde as pessoas ficam com sequelas. Você, porém, nos passa segurança, firmeza, elegância. Tudo isto porque você é e foi bem amada.
    Agora eu entendo porque você tanto gosta da Bahia.
    Pai e mãe são os que nos criam com amor e dedicação. Beijos para os seus.
    Abração.

    ResponderExcluir
  7. Passando para desejar uma semana super iluminada!

    Bjss,

    http://www.toutlamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Chica, sempre é bom fazer o que nosso coração pede, nos sentimos melhor com certeza, e sua aventura te trouxe paz e um sentimento melhor com relação á tudo que carregavas dentro de ti.
    Pai e mãe são aqueles que criam, e que sejamos sempre gratos por isso.
    Devagar vou chegando em teus cantinhos, um dia de cada vez, mas com muito gosto e felicidade por estar de volta, beijossss

    ResponderExcluir
  9. oi Chica,

    lindo relato,
    fez o que seu lindo coração pediu,
    e tenho certeza que mesmo sendo o que não te criou,
    ele viu sua boa vontade e a do seu marido...
    muito lindo mesmo,
    agora aplausos ao pai querido e amado que te acolheu,
    te criou,
    e te fez essa mulher linda que você é hoje...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Êita maridão bacana esse seu! A gente bem que podia só e somente só ouvir nosso coração...são ações, sempre, acertadas. Nem tenho dúvidas que a partir do feito fez-se PAZ em seu coração.
    Beijuuss, estalados de novos, n.a.

    ResponderExcluir
  11. querida chica acho que voce tem vocação para detetive,não sou incensivel mas só voce para fazer uma viagen destas para procurar um defunto que nem nunca tinha visto,hu,,hu,,hu,que sinistro
    desculpa a brincadeira amiga mas que é estranho é.
    um abraço bjs com carinho

    ResponderExcluir
  12. É, Chica
    Pai é quem cria.
    O meu pai biológico faleceu quando eu tinha uns cinco anos e minha mãe se casou novamente.
    Chamava o meu "padrasto" de "pai" pois ele tinha adoração por mim e eu por ele.
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  13. beijos chica e uma boa semana

    ResponderExcluir
  14. Concordo plenamente Chica, pai é aquele que cria, que dá amor, atura as birras, embala, atura nos bons e maus momentos, mas o ser humano é assim, curioso por natureza, pelo menos tirou essa ideia da cabeça indo lá! Bjs

    ResponderExcluir
  15. Chica querida
    Pois é isso mesmo amiga!
    Quem cria quem dá amor, pão, atenção...tudo o que um pai ou mãe faz não importa se é verdadeiro ou não.
    Eu e meu falecido marido criamos as nossas duas filhotas mas também uma outra menina e dois meninos filhos de pessoas muito necessitadas, eu não era nem sou rica, mas podia melhor dar aquelas crianças o que os pais delas não podiam, então demos-lhe comida, roupa, calçado, estudos, dinheiro e amor tal como demos ás nossas filhotas, eles sofreram coma morte do meu marido como se fosse pai deles, hoje chamam-me de mamã e manas ás minhas filhotas e para mim são e serão sempre meus filhos e dou-me muito bem com os pais deles.
    Tal como eu casei com 16 aninhos, minha mãe me abandonou tinha eu 8, a minha sogra deu-me tanto mas tanto amor que ainda hoje com 95 anos me adora e eu a ela a quem chamo de mãe, no entanto tenho uma boa relação coma minha mãe ainda hoje fui com ela para o médico porque está constipada e com 85 anos temos que ter muitos cuidados com ela.

    Beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  16. Puxa Chica... Lembrei de meu pai aqui!
    Muito bom o seu relato! Parabens!

    ResponderExcluir
  17. Nós duas resolvemos narrar histórias de cemitérios hoje... Rrsrs.

    Poxa, que intenso isso, Chica. O melhor é que você pôde ficar livre desse "fantasma" e seguir sua vida, reconhecendo quem foi o seu verdadeiro pai.

    Lindo!

    Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  18. Não Chica, eu não sabia que tinhas 2 pais.
    Acho que nunca li sobre isso. Mas fiquei bem interessada na historia.
    Voce fez muito bem em ir ao cemitério. Pena não ter encontrado a sepultura, mas pelo menos passou perto, fez uma oração, sentiu-se bem.
    Tem razão, pai é aquele que ampara, educa, dá condições de vida, é companheiro.
    Adorei saber mais esse pedacinho de sua vida.
    E o maridão é mesmo um santo, porque andar por um cemitério com barro e covas caindo não é para qualquer um.
    Mas voce merece!
    Beijos querida, tenha uma boa noite.

    ResponderExcluir
  19. NOSSA, CHICA...EU NÃO SABIA DISSO...PELO MENOS VC FICOU BEM,AGORA SENTE-SE ALIVIADA!BJS!!

    ResponderExcluir
  20. BOA NOITE MINHA AMIGA!
    QUE HISTÓRIA EM CHICA?
    ACHO QUE É TUDO ISSO QUE LHE FAZ UMA PESSOA TÃO ESPECIAL, TÃO INTENSA E VERDADEIRA.
    REALMETE PAI É AQUELE QUE FAZ PARTE DA VIDA DA GENTE, NOS EDUCA E ESTÁ PRESENTE.
    SENTE-SE BEM...EU FICO FELIZ, POIS TENHO UM ENORME CARINHO POR TI.
    OBRIGADA PELO CARINHO COMIGO NESTE ANO QUE PASSOU.
    VOCÊ FOI UM GRANDE PRESENTE PARA MIM EM 2011
    DESEJO PARA VC E TODA A SUA FAMÍLIA UM 2012 DE MUITAS BÊNÇÃOS!!!!!
    BEIJINHOS MIL

    ResponderExcluir
  21. 1º SAUDADES!! MUITAS... mesmo!;
    2º PERDÃO pela ausência;
    3º Que a chegada de 2012 tenha vindo com a certeza de que Deus estará derramando bençãos e graças sobre você e sua família e realizando os mais caros e queridos sonhos de todos.
    4º Lindo relato e muito linda e corajosa atitude. A levesa que sentiu após a oração,tem muito a ver com a pessoa maravilhosa,corajosa e autêntica que você é.

    ResponderExcluir
  22. Chica querida,

    O AMOR cria laços onde a consanguinidade nem pensou em existir!


    Entendo bem a tua vontade, são aquelas que a gente tem e não se explica. Lindo de ler e ver a parceiria de vocês.


    Bj grande.

    ResponderExcluir
  23. Bom dia,Chica!!!

    Somos mulheres de muita sorte!!!Temos maridos que nos entendem (e aguentam...rsrsr)!!
    Entendo bem este seu desejo, se eu tivesse aoportunidade também faria o mesmo.Não sei se o meu pai biológico,está vivo ou morto.E gostaria de saber.Ele morou um tempo no Rio-Cabo Frio, e depois foi para a Bahia, e ninguém sabe mais nada...A última vez que o vi, tinha 5 anos, e a situação não foi muito agradável...
    Coisas da vida.Pai é a aquele que cria,mesmo que implique muito conosco...
    Beijos!!! Vou visitar a mana na praia!Volto na segunda!!!Beijos!!!
    *Lindo seu relato, gostei muito de ler!
    (vou amanhã bem cedo.)

    ResponderExcluir
  24. Oi Chica,
    Que história bonita, pois apesar de ter tido um pai, vc tinha uma curiosidade, e mais do que uma curiosidade um coração imenso que o aceitou orando por ele.
    Vc é uma pessoa muito especial.
    Beijos 1000 e uma 4ª-feira maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  25. Ai, Chica...

    Eu digo que pai é quem ama!
    Que linda história!!! A sua história!!!

    Beijos e ótimo dia pra vc!

    ResponderExcluir
  26. Oiee!!
    Verdade...paié quem ama e não quem coloca no mundo.
    Maridão the best este teu....taí, gostei!!
    Imaginando aki a cara do taxista,kkkkkk
    bjkss♥Paz!!

    ResponderExcluir
  27. Linda história Chica!Pai é aquele que educa e ama...


    Bjss e uma maravilhosa quarta!

    http://www.toutlamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Há coisas que precisam ser feitas, né amiga?!
    Também acho que quem cria é que é pai/mãe.
    Um beijo no teu coração, amiga!

    ResponderExcluir
  29. Chica
    Esta história é linda, daria um belo livro se contada por você.
    Nossa familia tem um monte de pais adotados.
    Tio Nelsom mesmo adotou duas crianças, hoje adultas e com filhos .
    Tio Fernando também adotou duas crianças hoje adultas e com filhos.
    Meu primo hoje atualmente adotou duas crianças também .
    Sabe o que desejo?
    Que cada um destes adultos e crianças possam
    um dia ler sua história.
    Um carinhoso abraço por voce ter tido a coragem de procurar seu pai.

    com carinho e amizade de Monica

    ResponderExcluir
  30. Mas mesmo assim, Chica, valeu o esforço de vocës para prestar essa homenagem. Ah, e Porto é lindo, sim... conheço bem! Feliz Ano Novo! :)

    ResponderExcluir
  31. Te acho corajosa por demais Chica.
    Não sei se eu iria ao cemitério, tendo vivido essa situação que você viveu...mas se foi bom pra você, valeu a pena, né amiga?

    Te li e fiquei arrepiada em imaginar o estado do cemitério.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  32. Oi Chica
    Primeiro quero dizer que estou tendo dificuldades pra acessar os blogs , pra postar fotos, blogar enfim!A conexão está super lenta, mas vou seguindo, afinal é janeiro , férias, verão, chuva e alguma preocupação por aqui, Depois te conto, estou aguardando que melhore pra nao te amolar com choros.
    um abraço grande e pare de andar em cemiterios, rs , gostei dessa força de vontade de ver pra crer ( dizem que eles onde estao ficam sabendo) tomara, né?
    beijinhos meu anjo!

    * tenh ido pouco aos emails, obrigada pela atenção, ok?
    desculpe nao responder de imediato,nao preciso muita formalidade pra dizer que te gosto.
    bjs

    ResponderExcluir
  33. Chica
    Mamae esta bem mas a asma faz baixar oxigenação e é um dos motivos de estarmos no hospital. Mas pelo antibiotico que esta tomando a minha data é dia 10. Vamos ver esperar e rezar!
    com amizade e carinho d e Monica

    ResponderExcluir
  34. Chica
    Acho que apesar dos contratempos, a visita valeu a pena, pois encerrou um capítulo de sua história que não poderia ficar em aberto, pro seu sossego. E a companhia do maridão foi fundamental. Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  35. Ai Chica não sei se iria, srsrs
    Não gosto muito de cemitérios ainda mais desses aí que descreveste. Imaginei a cara do administrador igualzinho aqueles filmes de terror (arrepio), ui
    Tive a sorte de ter apenas um pai. E como era ligada a ele. Foi um homem que deu trabalho a minha mãe mas era um bom pai.
    Linda esta atitude tua e o marido um tesouro que não se encontra mais. Cuide dele.
    Bjos querida

    ResponderExcluir
  36. Muitas vezes precisamos desses pontos finais , fechar o ciuclo e ir a diante , estranho para quem olha de fora , comprrensivél para quem vive esse tumuldo dentro do peito , seu marido é muito bacana e olhou assim por dentro ... bjimmm iluminado

    ResponderExcluir
  37. Chica, que história! Não era mesmo para você o ter conhecido,pois não consegui nem ver o seu túmulo.Mas precisamos passar por momentos assim para enterrarmos determinados assuntos...
    Que seu novo ano seja cheio de saúde e paz.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  38. Lindo e emocionante depoimento, guria!
    Fico feliz por você ser feliz com as situações que a vida te colocou!
    Beijo no coração!

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿