✿ Será verdade? ✿

Após anos e anos ausente Rita estava retornando à sua cidade, onde ainda moravam seus pais.
Ela viajara, estudara, se formara e o contato mantido com familiares era apenas pelo telefone, já que ali essa era a única possibilidade de comunicação, além do correio que era muito demorado por lá!

Ao voltar sentia dentro de si uma certa agitação.

_Como estarão papai e mamãe ao vivo?

As fotos não lhe davam a idéia muito real pois eram feitas com uma máquina antiga, sem recursos e esses, ainda que existissem, não saberiam ser aproveitados por eles, que não eram muito "experts" nessas coisas...

Ao chegar, imaginava que ao longe, já do portão sentiria o perfume dos bolos e comidinhas do fogão à lenha...

Porém, ao avistar a casinha, notou que não havia fumaça na chaminé. Será não estavam usando o fogão à lenha?

Foi avançando, chegou mais perto, abriu a porta e encontrou os pais, sentados...

O pai, levantou-se ajudado pela bengala e foi ajudar a mãe a erguer-se.
_ Minha filha! grita a mãe!

Que bom te ver! Vieste pra ficar? Estamos felizes....

O pai deu um demorado abraço e beijo cheio de saudades.

Assim ficaram os três por um tempinho abraçados, aplacando a saudade!

Estava perto da hora do almoço e a mãe pergunta à Rita:
- O que queres comer, filhinha?
-O que é que preparaste?

_Na realidade, temos de tudo, podes escolher lá no freezer...

- Freezer, mamãe?

_Sim, veio o Seu Pedro aqui lá da loja e nos vendeu, instalou aqui. Funciona bem!

Escolheram um prato e colocaram no microondas...
-Mamãe e aquele sagu tão delicioso, fizeste pra me esperar?

_Não, filhinha. Mas temos sorvetes em pote também no freezer...

Assim foram passando as horas e ao jantar, as mesmas coisas se repetiam.
Nada mais ali tinha cheiro de comida, nada tinha cor, nada tinha sabor...

Rita ao deitar, sabia que ali não mais era o seu lugar...

Antes de dormir, após beijar os pais, fica por instantes olhando pela janela e pensando:
_ O que mudou por aqui?
Eu mudei, fiz coisas e coisas ,mas eles! Eles , ficaram aqui! O que aconteceu???

De repente, uma resposta chega dentro dela mesma:
_ O tempo passou...trouxe progressos, modernidades, tudo mudou!

Ela mesma responde:
_ Pra mim também passou, uso na cidade tudo de bom que posso e tenho para facilitar a minha vida, mas aqui?
O que eles querem? Tem TODO o tempo do mundo pra cozinhar, cozinhar e cozinhar tudo que quiserem...

Assim foi dormir e sonhou que perguntara à mãe e que ela com rostinho triste, enrugadinha, mas sorridente, lhe disse:

_ O tempo passou e levou nossa alegria e onde essa não mora, apenas se espera que ele passe...
E essa alegria eras tu, tua vida aqui por perto, nos enchendo de emoções. Hoje, o que sabemos? Nada...

Rita acordou diferente...

Foi cedinho até o armazém ali perto e comprou tudo que achava que estava faltando.

Jogou fora o café solúvel foi acender o fogão à lenha...
OPS! Cadê essa joça de lenha, já reclamava!!!

Conseguiu achar e nele fez um bom e velho café passadinho, fritou umas rosquinhas, colocou flores vivas num vasinho, uma toalha xadrez na mesa e foi chamar os pais...

- Papai, mamãe!!! Papai,mamãe! Vão escovar os dentes e venham tomar café!

_Papai, mamãe! Andem, vão se atrasar!

_O café vai esfriar!!!
Enquanto chamava, o filme de sua vida rodava...

Parecia ainda ontem ser chamada assim!!!

Após um tempinho, chegam os dois velhinhos...se arrastavam e seguravam um ao outro...

-Mas que linda mesa, que cheirinho bom,dizem à filha!

-Vamos então comer, fiz com carinho!

A mãe pediu ao marido que buscasse a máquina de fotos, como ela chamava...

Pediu pra que fosse feita a foto daquela mesa linda e arrumada.

Queria guardar na memória a última vez que ali havia tido realmente VIDA!

Sabia, dentro de si, que sua filha ali não ficaria!

Após o café, Rita conversa um pouco com os dois e diz.

-Preciso ir! Qualquer dia eu volto!!!

Eles não acreditaram...