✿ Uma carta à Joana.... ✿



49ª Edição Cartas:BLOINQUÊS

Tema: "Sabe qual é o problema do Iceberg? De longe, só vemos a ponta dele."O tema é auto explicativo certo? Escreva uma carta com este tema, se quiser a coloque dentro do tema. Mas isto não é obrigatório! Você tem até o dia 08/07 às dezenove horas para deixar a sua participação aqui ou no Blog do projeto! 


(((o)))o(((o)))o(((o)))


Montes Claros, 04 de julho de 1987


Querida Joana




Em primeiro lugar, te digo da alegria de ter recebido tuas notícias, ainda que me tenham deixado preocupada.


Sabes muito bem que não gosto de me intrometer em assuntos tão íntimos, mas como pediste minha opinião , vou tentar te dizer o que penso sobre o assunto.


Logo que  iniciaste o relacionamento com essa pessoa, a família e teus amigos tentaram te alertar dos problemas que ela demonstrava, seu comportamento fora do normal .


Lembro que foste  tantas vezes avisada que até para mim te queixaste que as pessoas se intrometiam e não te deixavam livre para pensar e decidir.


Todos viam que ele não era para ti, haviam diferenças enormes entre vocês.


Isso podia ser percebido de longe...


Tu, trabalhadeira, caprichosa, cumpridora de tuas obrigações e ele,José Deitado , parecia fazer jus ao nome que lhe deram,passava longe do trabalho,queria apenas dormir, jogar todos os tipos de jogos, lícitos ou ilícitos.


Suas companhias eram suspeitas e não demonstrava nenhum sinal de indignação pelo fato de ser totalmente dependente de ti. 
Usava, abusava do teu salário, gastava o que via, a ponto de deixar faltar na casa, sem se importar com nada.


Por amá-lo, não vias, ou parecias nada ver.


Na realidade apenas nós, de fora, não familiares e como teus amigos, percebíamos que tu, SE conseguia, via apenas uma pontinha do grande iceberg  que diante de ti estava para aparecer... Não percebias a profundidade do problema!


Somente quando o tempo foi passando e tu afundando junto, pudeste verificar em que "gelada" estavas metida...


Mas daqui te digo, nunca é tarde pra recomeçar tua vida. Aplaudo sim, tua vontade de sair dessa!


Afastando-te dele logo, evitarás que afundes junto com ele e o problema, que deverá persistir, já que ele não aceita nem ao menos tratamento médico.


Quero que saibas que nós, teus amigos, estamos aqui, oferecemos nosso apoio para essa hora que deverás enfrentar, mais cedo ou mais tarde. 


Pelo que vi por tua carta, estás agora convencida e já  decidida, sabendo a atitude que deve ser tomada.


Espero ter, com minhas palavras,  ajudado a ver melhor a situação e pelo menos, te fazer sentir mais tranquila ,sabendo que não estás só!




Desejando que tudo corra bem, aguardamos novas notícias...
um beijo,


Leonora