* Num dia esquisito...acontece de tuuuuuuuuuudo!!!

 1ª Edição Dialogue do Projeto

Créativité 

Como funciona? Uma edição apenas de diálogos.
Tema: Dia esquisito


(((0)))o(((o)))o(((o)))
Lá vem eles, lá vem eles! grita Marta ao marido, depois de espiar pela janela...

Joga o avental na cozinha, passa pelo espelho, dá uma ajeitadinha nos cabelos e voa para a porta.

Abre, desce os degraus correndo e espera ,ansiosa as portas do carro se abrirem.

- Filhinha, filhinha...que bom te ver!

-Mamãe esse é o Bertoldo!

-Bertoldo, essa é mamãe...

Nisso já se aproxima,com a bengala, Seu José.

Apresentações feitas, olhares curiosos dados, de cima a baixo para Bertoldo.

-De onde raios será que nossa filha arranjou algo assim?pensava Marta, com seus botões...
-Nosso quarto está pronto, mamãe?

A mãe corre pra subir com ela e poder falar um pouco à sós...

- Kelly, quem é esse tal de Bertoldo, o que ele faz aqui contigo?Por que não nos avisaste?

-Ora, mamãe! Ainda não percebeste? É meu marido. Casamos sem alardes pois ele insistiu muito, parece que nos amamos muito, ainda não tenho bem certeza...

-Como assim? Por que casaste se não tens certeza de o amar?

Ficam lá um tempinho tentando chegar a um consenso e resolvem descer...

Chegam à sala, notam que seu José está sozinho e Bertoldo está na biblioteca, remexendo nos livros ...

_ Minha filha, diz ele, que cara mais folgaaaaado esse, o que ele veio fazer aqui?

- José, depois falamos, diz Marta ao ver o "genro" se aproximando.

Naquela noite, diferente das outras, assunto não havia ao jantar. Era um clima estranho.

Apenas Bertoldo falava:- Tem mais vinho?Tem mais carne?-Tem um licor?
tinha apetite, pedia vinho, mais carnes, sobremesa e até um licor. Muito fino, parecia ser!!!

Seu José, já sabedor de tudo, no dia seguinte, chama o genro para uma conversa na biblioteca e de repente, nota que o quadro que cobria o cofre, estava fora do lugar.

Vai até lá, abre o cofre e o vê vazio.

Jóias e sua arma não estavam mais ali.

Pergunta à Bertoldo se sabe de alguma coisa, quando esse se gira e lhe acerta um tiro e foge dali...

Marta está ali chorando quando chega a polícia, alertada pelos vizinhos sobre o ruído dos tiros...

Nessa hora,Marta ouve bem de longe a voz da filha perguntando se ela estava machucada e bem...

Tudo acontecera na corrida para chegar ao carro. Havia caído nos degraus e batido a cabeça, desmaiando.

Agora, já recuperada, olha para o lado da filha e vê um rapaz.Pergunta logo:

_Esse é o Bertoldo?

_Não mamãe, esse é o Sergio, seu genro...
Ah! então sonhei! Aiiiiiiiiinda bem!

Vem cá agora, genrinho querido, me ajuda a levantar daqui...
Está tudo bem agora e lá dentro tudo preparado com o maior carinho pra receber vocês.

_Que bom, mamãe, diz Kelly.Temos uma boa notícia a dar:

Estamos grávidos!!!
-Marta passa a mão pelo rosto, fica branca e a filha diz:

_Mãe,não vais desmaiar de novo,heim?

_Não ,agora é pura emoção!

_Vamos, entrem logo, diz Marta...Temos muito a conversar!

Lá dentro, além dos perfumes vindos da cozinha, havia alegria e felicidade que recheavam qualquer prato...