* O tempo passou e...


2ª edição especial do Bloinquês
(((o)))o(((o)))o(((o)))

Greg  com as mãos trêmulas e calejadas olha atentamente a foto que encontrara em meio aos seus pertences.

Como o tempo passara rapidamente.

Credo! pensa. Parece que foi ontem que  estava comemorando a minha despedida de solteiro e, junto com amigos fizemos festa e mais festa naquele bar...

Jeff e eu...

O que erá sido feito de Jeff?

Onde será que anda metido?Terá tido sorte no seu trabalho para o qual tanto se empenhara?

Quantas recordações me trazem esse momento.

Naquele dia, tomamos o cuidado de não deixar que ninguém fotografasse as moças que haviam sido convidadas pra participar.  Esse cuidado, necessário pois Meri , com quem me casaria dias depois,era tremendamente ciumenta.
Mas que foi bom,foi! Uma linda despedida!

Depois do casamento fui comportado, fiel e um ótimo marido. Bem, pelo menos creio que sim...

Estranho, após tanto tempo, mais de 40 anos e já viúvo há 13 anos , me encontrar aqui, nesse quartinho ,tão só,revendo esses momentos.

Olha demoradamente para a foto,recebida na última carta que chegara de Jeff, logo depois de casado, a vira e no verso, com a letras bem mal traçadas, como sempre fora a caligrafia de Jeff, pode ler, mesmo com a tinta bastante desbotada pelo tempo:

Meu grande  e caro Grec,
O tempo passará,
nós também passaremos
mas as recordações
ficarão para sempre!


Ele tinha razão...
Estou aqui, emocionado, olhando para nós dois...Eu ainda estava sóbrio,mas Jeff...Ah!esse velho e bom Jefff...

Aproveitou todas as rodadas de cerveja...e como sorriu depois!!!

Será que pela vida afora, conseguiu sorrir assim? Meu pensamento vai até ele e, se por aqui ele ainda estiver, tenho certeza, nesse momento, sorrirá! chica