* A cartomante e o rolo...


Rosa tinha uma irmã, Tânia, sempre chegada a saber do seu futuro e que pedia sua companhia para ir às cartomantes que arrumava pela cidade.



Rosa sempre fui muito cética quanto a isso mas ela dizia, vamos lá, olha teu futuro pra ver o que vai te acontecer...


E lá iam as duas ...


Nada nunca deu certo pois Rosa fechava a boca e por mais que a cartomante puxasse, não saía nenhuma pista.


Tania era um doce de côco pra elas...


Começava dizendo tudo de sua vida e depois queria saber como seria.Já havia ADIANTADO TODO SERVIÇO À ELAS...

Quando a cartomante colocava as cartas, pedia que ela se concentrasse em alguém e começava a "falar";;;Tânia ouvia tudo,porém se o assunto não lhe agradava dizia:


-Vamos começar de novo, pois acho que não é esse. Pensei no rapaz errado.

Agora vou me concentrar no certo e lá começava toda função.


Um dia, de tanto que ela pediu, pra mudar, pois queria ouvir a resposta pretendida por ela e não a da mulher, na hora de pagar, a cartomante havia estradulado o preço e cobrado umas três consultas, sem nada avisar.


Assim, resultado:As duas, uma mais dura do que a outra, Tânia teve que deixar seu anel de 15 anos, pois a dita cuja ameaçava que não nos deixaria sair dali.


Foi um sufoco e tudo mais, ninguém nunca imaginou.

Apenas as duas, que obviamente, iam sem o conhecimento dos familiares...


Bom apenas para após tanto tempo recordar!Passa o tempo,não?


Ah! E o anel, presente de 15 anos?

Foi "oficialmente perdido"!!!! Chica