* A fragilidade da vida...


Quando a vida diante de nós nos prega peças, nos traz notícias tristes que nos emocionam, não devemos nos fechar às emoções.
Somos de carne e ossos, humanos...

Ontem, ao receber a triste notícia do que se abateu sobre uma amiga Angela, fiquei emocionada, rezei, pedi que ela tivesse forças.

Porém aquilo não saia da minha cabeça.

A uma certa hora, desliguei o computador e fui ver Tv.

Era o último capítulo da novela...Uma novela que nem sempre acompanhei. Porém ,último capítulo é sempre o "o" último capítulo...

Cenas fortes e lá vai a D.Chica,se emocionando novamente.

Para não mostrar o quanto abobadinha sou, já que Franco estava ao meu lado resolvi trancar as lágrimas e emoções.

Com 60 anos, chorar em novela é doooooose!!!rsrsr
Resultado:Tranquei literalmente, e QUASE me fuiiiiiiiiiii...

Custei a voltar a respirar, muitas dores,aquela confusão Neno dormia e era tarde e não podíamos sair deixando-o só.

Durou pouco tempo, mas foi fortíssima a dor e a falta de respiração ...

Deitada, tentando voltar bem ao normal, o telefone toca...

Outra surpresa... Desta vez ótima...Soninha, outra amiga, lá do Japão...

Que coisa boa!

Assim, falamos, eu ainda com voz de taquara rachada , me emocionei novamente,chorei e enfim, coloquei pra fora.

Fica, mais uma vez a lição: Não devemos trancar nossas emoções, nem nos reprimir.

Se somos maria-mole, sejamos assim, ainda que haja uma multidão ao nosso redor...

Não vale a pena trancar naaaaaaaada!

A vida nos mostra o quanto somos fraquinhos e num sopro (ou na falta dele)podemos pegar nossos bonés e irrrrrrrrrrrrrr...

Fica a lição que divido com todos, mais uma vez! Chica