♥Uma foto e a "viagem"... ♥
 


Foto nosso filho  Gordo


Essa foto me fez viajar...

Fui lá para o passado...

Férias em família...

Bagunças até no ar.. Em todo lugar!

Tralhas para levar arrumadas, depois desarrumadas para os dias por lá aproveitar!

Correrias, brincadeiras, muitas risadas.

Assim passavam os dias, entre banhos, roupas e pele  sempre molhadas...

O calor escaldante só assim amenizava.

Ao fim do dia, hora do banho de verdade, de chuveiro tomar.  Mais uma pilha de roupas pra guardar, outras para lavar.

E após o banho a cor deles aparecia... Vermelhos como tomates, o sol  castigara... E dá-lhe Caladryl na pele, para  noite sem dor garantir. 

Naquele tempo o protetor solar não era famoso. No máximo era usado um óleo bronzeador, mas as crianças nem gostavam ...

Após a janta, hora por eles tão esperada... Cada um devorava o prato principal, leite,  sobremesa e chocolates antes de dormir.

Eles dormindo, era hora do casal finalmente,  um pouco a sós ficar!

Os dias passavam rapidamente. 

E o tempo também vooooooou com a mesma rapidez.   Entre chuvas, temporais, idas, despedidas, estudos, trabalhos, o presente chegou...

Hoje, férias são bem diferentes.

Juntar todos eles? Nem pensar. Cada ano isso mais complicado está.

E vendo essa foto de um deles, lá tão longe em Dubai morando, não pude deixar de contar as cadeiras...

Na foto elas são seis, o número de nossa família antigamente: pai, mãe e quatro filhos. 

Naquele tempo, nem cadeiras pra beira da praia levávamos.  Nem nelas podíamos sentados ficar. Era sempre a correr e contar um, dois, três, quatro, para ver se todos ali estavam...Mas a juventude estava ao nosso lado e em nosso corpo. Corríamos, jogávamos, fervíamos...


E a foto continuou a me fazer pensar...

Seis cadeiras bem ordenadinhas, luxo, conforto, mar lindo, mas mesmo lá, o número de membros da família, não preenche as cadeiras... Lá são só três pessoas. (No momento que escrevo, por uns dias, estão os quatro felizes juntos lá!)


Tudo muda, mas  tudo nos marca, tudo nos faz viajar ao passado...

Ficar nele por alguns momentos até ser interrompida por uma vozinha querida:
-Vovó raposa, vovó rapooooooooosa, óia aqui!

O presente me chama... E que presente!!!..

Só resta logo atender senão, não se sabe o que pode aparecer!!!rs...

chica