♥ Perfume da chama...♥
   



Uma noite bem preparada e pensada em detalhes. 

Uma noite especial para  Júlio e Verônica.

Fazia muito tempo que não tinham oportunidade de apenas eles privar da companhia um do outro.

Tantos problemas aconteceram, tantos desencontros.  A cada oportunidade que aparecia, pouco depois, um problema como obstáculo surgia e o programa a dois era deixado para depois...

Por isso, aquela noite seria especial.  Verônica pensou na roupa. Escolheu um modelo que a favorecia.

Cuidou do seu corpo, banho demorado, cremes perfumados, uma sessão no cabelereiro, maquiagem linda. 

Preparativos prontos, ela estava linda e Júlio caprichara na sua produção e desta vez, propositadamente, sem pedir ajuda  à esposa, como sempre fazia.

Chega a hora e os dois saem de casa. Entram no carro, rumam o restaurante de um lindo hotel, onde passariam a noite após o jantar!

 Nenhum dos dois parecia acreditar que estavam conseguindo aqueles momentos!

Por lá, a mesa bem preparada, velas acesas, tudo em tons rosa ,como a chama do amor que neles vibrava.

Escolheram pratos leves, o jantar foi servido vagarosamente  nos intervalos de bons e bem interessantes papos de casal, não de  pai e mãe que eram ...

Ainda sabiam fazer isso muito bem! 

Momentos lindos e as horas passaram sem que se dessem conta.

Após uma boa sobremesa, foram embora, saindo do salão para o elevador do hotel.

Antes de sair, Verônica delicadamente sopra a chama das velas e respira profundamente...

Chegam ao quarto ,onde têm uma linda noite  de amor e sono tranquilo, um nos braços do outro...

Dia seguinte, o dever os chama...

A sogra liga, avisando que estava cansada demais .

- Pode deixar, estamos voltando!

Corre  pra casa, antes deixando Júlio no escritório.

Leva os filhos ao colégio ,  a sogra para a casa, grata pelo favor de haver dormido com os três netinhos. 

Era hora agora de ir ao supermercado, depois preparar o almoço  e assim que esse terminado estivesse, hora de levar  as crianças para as atividades do turno da tarde e seguia então ao seu trabalho, numa imobiliária.

 À tardinha, saia do escritório, buscava as crianças cada uma em uma escola e finalmente casa...

Já logo a seguir, hora de jantar, muitas vezes sem a companhia do marido, que por vezes se atrasava, tantos eram os compromissos lá.

Quando se reencontraram naquele dia, olhares de cumplicidade e muito amor no ar...

Enquanto as crianças conversavam com o pai sem parar, ela respirou fundo e parecia novamente sentir o perfume da vela que enfeitara a noite no jantar romântico...

Ainda sinto o perfume da vela apagada e, uma coisa é certa:  Nada mais nos impedirá de ter os nossos momentos, ainda que tudo mais caia ao seu redor.

Dariam um jeito pois a vela de parafina se apagara, mas a chama do amor, estava bem acesa em si e no seu coração!
]
E momentos assim, faziam crescer ainda mais o sentimento lindo que há tanto tempo os unia!

chica