♥ Brincar,imaginar e responder 3... ♥

♥ Brincar,imaginar e responder 3... ♥
Cliquem pra ver, no chica escreve por aí!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

♥ Uma cadeira e as lembranças... ♥


Ali, naquela rua de uma praia pequena, todos dias Maria Esperança Dias iniciava sua rotina.

Trabalhava duro na casa de veranistas que  precisavam de seus serviços para melhor curtir as férias.  Lavava, limpava e cozinhava. Sorria, brincava,  se divertia.

Ao retornar para casa, sua rotina lá a esperava.

O marido Pedro, outrora pescador, hoje nada mais fazia. Vivia de biscates.Ora arrumava um telhado, ora um portão. Nada fixo. Não gostava de compromissos. Esses, só para Maria Esperança Dias...

Não tinham filhos e Maria se ressentia desse fato. Sentia falta de companhia, já que o marido, passava seus dias em uma cadeira, no avarandado a fumar, olhar e cochilar, esperando a hora de Maria em casa chegar.

Nessa hora, ele dali mesmo, apenas mandava , aos gritos. Queria ser servido. Sentia-se o dono dela, o senhor a ser obedecido.

Burramente ela assim fazia.

Naquele verão, ela trabalhou na casa de D.Beatriz ,uma senhora da Capital,como ela mesma dizia  e essa, gostou muito de seu modo de trabalhar e de ser.  Ficaram amigas e Maria contava sobre sua vida.  A patroa , bem mais velha, amiga lhe abria os olhos.

_Muda,Maria!

Ninguém precisa viver assim. Ninguém é DONO de ninguém.  Se não estás feliz, muda. Muda de vida, de casa, de marido. Segue tua vida. Tens apenas trinta e quatro anos e tens direito a ser feliz.

Maria ouvia e sorria...Passam os dias, semanas...

De repente, percebeu diferente o olhar de Zico, como chamava o filho da patroa. Começou a sorrir mais, falar mais, estar mais com ele, o que não fazia antes.  Agora, quase sem perceber, sentia algo mudado. Sentia-se viva!

Dali para um namoro, foi apenas um passo.

Porém era guardado em segredo por eles.

Maria agora chegava atrasada em casa, pois após o trabalho encontrava Zico.
Estava feliz. Suportava muito melhor até  as chatices do marido.

Porém, após um tempo,.D.Beatriz  descobriu tudo.  Chamou o filho, que não teve opção a não ser confessar.

A partir daquele momento, as coisas mudaram . Maria foi despedida, D.Beatriz voltou à cidade  tão logo pode.  Naquela casa não foi admitido o amor do filho e de uma doméstica!

D. Beatriz a sabia aconselhar, porém não aceitava fosse o seu filho  a operar as mudanças na vida de Maria.


Meses após, Pedro, o marido faleceu em consequência da bebida.

 Maria voltou à rotina de apenas trabalhos e nada mais.

Com tristeza, enfrentou mais aquele inverno, mas ela sabia que pouco tempo depois, novamente o período das férias recomeçaria e a praia novamente se encheria de turistas . E ela, sempre que podia, sentava na varanda, na mesma cadeira, porém esperava um turista especial.

Esse não veio, nem naquele verão, nem nos outros seguintes...

Hoje, quem passa pela casa, não vê mais cadeira, nem janelas abertas.Muito menos,Maria!

Essa, fazendo jus ao seu nome, juntou seus trapinhos, trocados e foi embora para a cidade.  Tinha a esperança de melhorar de vida, arrumar trabalho e refazer sua vida.

Encontrou emprego como merendeira  numa escola e   à noite, passou a frequentar aulas...

De merendeira passou a trabalhar na  biblioteca da escola...

Estava feliz em todos os sentidos. Estava apaixonada e  já esperava seu primeiro filho, numa gravidez tardia, cheia de cuidados, pois já estava perto dos quarenta anos.

Mas agora, tinha a ajuda de sua sogra que feliz preparava o enxoval do bebê, primeiro neto.

Por vezes, se recordava ainda daquela casa, da praia, da cadeira que lhe marcou...

Mas, em sua vida, nunca mais cadeiras no mesmo lugar, nunca mais marasmo...

Era feliz, tinha apenas motivos a agradecer.


(((o)))o(((o)))o(((o)))

* Passeando pela praia, vi e revi vários dias esse cenário da foto.Sempre ali, a mesma cadeira!Ali me inspirei!

44 comentários:

  1. oi Chica,

    nossa,
    quanta verdade,
    as vezes resistimos às mudanças,
    e arrastamos a nossa insatisfação por toda uma vida...
    que bom que Maria acordou,mudou e é feliz...
    quantas e quantas Marias precisariam mudar também...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Chica bom dia!!!! Quantas Marias a pela vida a fora não é. Pena que muitas não conseguem mudar!!!! Nem todas tem coragem de olhar pro la bom da vida.
    Um Beijo grande da Eliane.

    ResponderExcluir
  3. Bonito texto e bem inspirado! O nome da personagem traz DIAS DE ESPERANÇA...
    Que bom que houve escolhas e vida renovada/realizada... Viva o amor e a verdadeira liberdade!!

    Bom Fim de Semana, Chica... Beijos

    ResponderExcluir
  4. Chica! Ainda bem que Maria aprendeu a fazer novas escolhas. Beijo e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. E que bela inspiração,Chica! Tantas Marias por esse mundão! bjs,

    ResponderExcluir
  6. Surpreendente!!!!

    Parabéns Chica.

    Muitas Marias ainda caminham pelas estradas da vida em busca de seus sonhos e de seu grande amor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Oi Chica!
    Uma inspiração e tanto...
    Ainda bem que Maria Esperança, saiu do marasmo
    e deu a si mesmo uma chance de ser feliz...
    Adorei sua escrita!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Chica,há tantas Marias na vida que desejam mudar,mas
    às vezes não conseguem,precisam de um empurrãozinho e ter essa vontade
    de viver como Maria Esperança,procurando outros caminhos e acolher em seus braços o filho que iria nascer.
    Linda história amiga Chica e muito verdadeira.
    Bjs amiga e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  9. Oi Chica
    Santa inspiração, até no nome da protagonista você foi feliz.
    Muito linda a história, profunda, com um final feliz do jeito que gosto.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Uma história de vida que se repete pelo lado negativo.
    Valha-nos as Marias que sabem ver, encarar a vida de frente.
    Maravilhoso, Chica!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Uma história que me prendeu até ao fim.

    Linda e faz sonhar com a esperança.

    Beijinhos


    ResponderExcluir
  12. Ainda bem que assim acabou e Esperança foi protegida pelo nome, mas podia ter corrido pior.
    O camaféu da "beata" da patroa no faz o que eu digo, não faças o que eu faço, numa discriminação doentia.
    Pena aquela cadeira não se ter quebrado tempos atrás na cabeça do Zico.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Che bella storia, Chica.

    Baci

    ResponderExcluir
  14. Infeliz Maria, decisões tardias , preços altos de sofrimento.
    meu beijo e um ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  15. Olá Chica, que conto bem escrito cuja leitura me prendeu do principio ao fim!
    E quantas Marias Esperanças não aguardam um empurraozinho assim para conseguirem dar um outro sentido às suas vidas. Afinal a vida é só uma merece ser bem vivida. Beijinhos e bom fim de semana. Ailime

    ResponderExcluir
  16. Chica, gosto de passar por aqui para ler seus contos.
    Contos de vida.
    Dizem que a aprovação só vem depois do exame bem sucedido. O aprendizado é duro, mas necessário.
    Um final de semana abençoado!

    http://feitocomcarinhodemae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. O bom das tuas estórias é que a gente fica a imaginar um desfecho e acontece outro.É fascinante isso.Muitas e muitas são as esperanças das marias da vida.
    Abração.

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito...se lugares e coisas falassem quantas belas histórias de coragem e amor ouviriamos!
    Beijinhos

    Maria

    ResponderExcluir
  19. Oi Chica
    História muito realista! E que bom que suas histórias sempre tem finais felizes! Precisamos de finais felizes!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  20. Chica suas histórias são muito lindas. De verdade . e por trás delas tem belas ições de vida . eu nunca sai de casa. Estou procurando qual a cadeira que me faz ver so a igreja. Mas adoro chica. Ver s minha igreja e escutar o sino deitada. Com carinho Mônica

    ResponderExcluir
  21. A vida,cotidiano de todos os dias ... Sempre nos fazem inspirar seja em contos ou poesias Uma cadeira e as Lembranças; BRAVOS! beijos

    ResponderExcluir
  22. Ainda Maria conseguiu seguir em frente, quantas não encontram ensejos para ir em frente, é triste, adorei sua inspiração talento é assim, quem tem aproveita tudo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  23. Chica, querida

    Obrigada pelas visitas e pelas lindas palavras sempre.

    Adorei essa história, e ainda bem que Maria, conseguiu dar a volta por cima e ser feliz.

    beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  24. Há pessoas que se entregam às mesmices da vida, ao desânimo e, muitas vezes, perdem até a vontade de viver. A felicidade existe e é possível, o importante é correr atrás. Belo conto Chica! Soubeste aproveitar bem a inspiração. Parabéns!

    Abraços e um ótimo domingo para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  25. Linda inspiração....uma história....um aprendizado.....Deus te abençõe, suas histórias e vc amiga alegram corações.bjs e paz!!

    ResponderExcluir
  26. E rendeu uma linda inspiração, quantas Marias vivem nesta angustia de um dia mudar de vida e encontrar a felicidade, e algumas com força e coragem conseguem, fiquei feliz com este final da Maria.
    Parabéns amiga ficou divina.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  27. Querida amiga
    Realmente ninguém é de ninguém!
    A patroa era boa para dar conselhos, mas quando sentiu na pele a mudança, esqueceu-se dos conselhos que dava!
    O importante é que Maria deu a volta por cima!
    Te desejo uma ótima semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderExcluir
  28. Meu Deus Chica tu é maravilhosa com as palavras!!! Lindo, lindo!!! Nunca é tarde para recomeçar. Muito obrigada pelo carinho e sua presença sempre em meu blog. Beijokas e tenha uma ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  29. Chica voce leu meu email né!
    Eu li o livro e me entusiasmei em colocar as musicas dos festivais, pois foi neles que aconteceu os fatos históricos que hoje os jovens desconhecem. Eles estrudam a ditadura mas não se comovem!
    Eu tinha nove anos. em 1967.
    com carinho Monica
    Obrigada por sua estima por mim!

    ResponderExcluir
  30. Chica voce leu meu email né!
    Eu li o livro e me entusiasmei em colocar as musicas dos festivais, pois foi neles que aconteceu os fatos históricos que hoje os jovens desconhecem. Eles estrudam a ditadura mas não se comovem!
    Eu tinha nove anos. em 1967.
    com carinho Monica
    Obrigada por sua estima por mim!

    ResponderExcluir
  31. Chica voce leu meu email né!
    Eu li o livro e me entusiasmei em colocar as musicas dos festivais, pois foi neles que aconteceu os fatos históricos que hoje os jovens desconhecem. Eles estrudam a ditadura mas não se comovem!
    Eu tinha nove anos. em 1967.
    com carinho Monica
    Obrigada por sua estima por mim!

    ResponderExcluir
  32. FANTÁSTICO !!! EU AMEI ! NOVAMENTE PARABENS !!
    Desculpe pela demora de comentar e que estou fazendo fisioterapia no joelho, e as vezes fico muito cansada , bjs minha flor

    ResponderExcluir
  33. Assim acontece às vezes, Chica: a inspiração vem de onde menos se espera. E o texto ficou muito bom! :) Boa semana.

    ResponderExcluir
  34. Oi chica obrigado pela visitinha de sabado!!
    Fico contente que tenhas gostado, esse é o meu mundo de sonhos que as vezes ponho na tela do pc. Eu acordei sufocada tive que por em palavras meu pesadelo. Ajuda a mandalos pra longe.
    Um beijo da Eliane.

    ResponderExcluir
  35. Sua Maria teve um final feliz! que bom!
    já estava torcendo por isso, pois nenhuma mulher deve sofrer por um tirano e
    mandar o marasmo pra bem longe. Atitude!

    bj zizi

    ResponderExcluir
  36. Oi chica to aqui novamente!!!!! Um beijo grande da Eliane.

    ResponderExcluir
  37. Oi Chica, viajei..... Que lindo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  38. Chica, bom dia!!!
    E como não começar o dia bem com uma história tão linda!
    Por isso, que bom eu ter vindo retribuir à sua doce visita logo cedinho, né?
    Obrigada pelo carinho lá no Femme Digital, viu?
    E meus parabéns por tanta sensibilidade - será um grande prazer estar sempre por aqui!

    Gostaria de deixar um convite para que conheça Meu Doce Lar!
    Ficarei muito feliz em recebê-la, viu?
    Tenha um lindo dia!

    Deus abençoe!
    Bjs!!!
    Karin Filgueira
    Blog: - Meu Doce Lar
    Fanpage: - Fanpage
    Twitter: - Twitter
    G+: - G+

    ResponderExcluir
  39. Bom dia Chica!!!!! obrigado pela visita!!!!!
    Eu adoro quando vislumbro o outro lado. geralmente é muito bom.
    Um beijo da Eliane.

    ResponderExcluir
  40. Vida que segue...e assim fez Maria!
    Beijuuss Chiquita

    ResponderExcluir
  41. Boa noite!!
    Chica
    Linda história,ótimo final.
    Obrigado pela vst e por ser minha amiga.
    Bjs

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Chica,
    Hoje tirei o dia para leituras. Nossa!!! Essa historia eh maravilhosa!!! Adoro as suas inspiracoes!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  44. Bom dia Chica!!! Como é bom ler linda palavras! Obrigada por abrilhantar meu dia!!! bjos
    Ps: obrigada pela visita no meu blog!

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿