♥ Brincar,imaginar e responder 3... ♥

♥ Brincar,imaginar e responder 3... ♥
Cliquem pra ver, no chica escreve por aí!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

♥ " Perigo" ou PERIGO? ♥



 Imagem  daqui

Naquele pequeno vilarejo
tantas coisas a contar...
Por lá vive o homem do realejo
sempre boa sorte a desejar...

Por lá vive D. Margarida
Só sabe sempre, sempre se queixar
Para ela, nada que se passe em sua vida
 serve para todo seu amargor retirar..

 Por lá também mora uma  mal amada
que tudo gostar de ver e a todos criticar...
Sua casa,  bem no centro,estrategicamente colocada
 é como uma pedra no meio do caminho de quem por lá passar!

Entre fofocas,zangas e pseudas dores
 Seguem  na aldeia ,convivem e vivem seus  dias...
Mas nem cogitam de lá lá sair os moradores,
 vir  para a confusão, alvoroço da cidade grande e suas histerias...

Ali, bem visível todos sabem do perigo
Não passam sem ser vistos pela casa do meio do caminho.
Mas dão um desconto, sabem bem aquilo compreender...
Melhor saber ONDE está o" perigo", 
do que a cada momento, na cidade , outros  bem maiores correr!

chica



50 comentários:

  1. Sempre um espetáculo a forma como aprecia e cria a partir das imagens. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Chica

    Assim são as cidades do interior, ao menos as que conheço.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
  3. Chicaaaa

    Sempre tem uma infeliz querendo estragar a vida dos outros rs...
    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Perigos por toda parte,
    o importante é fazer boas escolhas... Avaliar bem os perigos e proteger-se o máximo...

    Imagem e texto lindos!

    Uma Boa semana... Com carinho

    ResponderExcluir
  5. Realmente algumas pessoas se acomodam ao perigo conhecido, mas ignoram que pessoas mau amadas, amargas e que colecionam pseudas dores são mais perigosas que qualquer grande metrópole.
    Grande beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Tão linda a imagem e abrigar o lado feio de pessoas sem bons conteúdos.
    Bom dia Chica.Boa semana.
    Beijos .Edna

    ResponderExcluir
  7. O perigo pode estar somente em nós.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Chica
    Falou certinho na poesia bem estruturada, pois temos que ter por perto quem carrega o perigo para poder driblá-lo.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  9. A rotina de uma cidade pequena, uma aldeia iguais a tantas pelo nosso Brasil Chica.
    Legal a história com personagens bem marcados.

    Feliz semana!

    ResponderExcluir
  10. Nem na cidade pequena nos livramos das fofoqueiras de plantão...rss...adorei a sua poesia,descrevendo bem o jeito das pessoas do lugar! bjs,

    ResponderExcluir
  11. Tanta verdade dita nessa poesia tão linda!
    Beijos Chica e fantástica semana!
    Maria

    ResponderExcluir
  12. Saber onde está o perigo é muito mais segurança, sim, Chica... mas não tira um pouco a graça da coisa? :) Mas o texto, como sempre, tá ótimo! :) Boa semana.

    ResponderExcluir
  13. Na minha rua tinha uma senhora coitada Dona Cida a noite ela não dormia ficava olhado tudo, alias de dia tbm, depois falava de todos um dia uma outra vizinha recebu a visita de um irmão acho que o moço chegou por volta das 10 e foi embora de manhã pois estava viajando, ela contou pra todos que a pessoa em questão tinha recebido um homem estranho na casa, o marido era caminhoneiro imagina qdo ele chegou o assunto tava fervendo...resumindo a mulher quase perdeu o marido, depois acho ue o cunhado ligou e falou que era ele mas a mulher e o homem foram lá tirar satisfação, baixou policia affff nunca esqueci disso. Como que coisas faladas demais e sem sabermos pode destruir a vida dos outros.

    ResponderExcluir
  14. A foto é linda...e o resto , pois...enfim, as coisas são como são.

    Beijinhos, Chica

    ResponderExcluir
  15. sabe Chica acredito que muitas das vezes o perigo esta como olhamos as coisas/pessoas se não dermos a importancia tudo passa e o céu fica azul,
    mas como sempre vc escreve profundamente,
    forte abraço
    elisa

    ResponderExcluir
  16. As casas parecessem-se muito com a famosas casas de rota das aldeias de xisto, de Portugal. Mas o interessante é o teu poema de imaginação a rodos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Mais uma maneira leve de abordar um dos maiores perigos: a má língua. Essa gente não tem que fazer e também não têm vida e por isso se preocupam tanto com o que se passa com os outros. Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Ei Chica
    Que imagem linda. Acho que o importante é viver sua vida com dignidade, respeito, procurando tratar as pessoas de uma maneira civilizada, cortês, e deixar as futriqueiras, as tomadeiras de conta da vida alheia, sem motivo pra falar de você.
    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Ah, essas "comadres" ! Cuidado com elas...rsss. Cidade pequena então...nem se fale...rsss

    ResponderExcluir
  20. BOA NOITE, COLEGA CHICA!
    É... AS PALAVRAS ÀS VEZES, FEREM MAIS QUE QUALQUER ARMA. É FATO!
    ADOREI O TEXTO. TÁ SUPER BACANA! ;)
    Ô, COLEGA... VENHA PARTICIPAR DO MEU CONCURSO CULTURAL DE NATAL. ELE É EXCLUSIVO PARA MINHAS SEGUIDORAS E VOCÊ, FAZ PARTE DISTO. ;)
    http://gamdollsdois.blogspot.com.br/2013/11/concurso-cultural-de-natal-pra-voces.html
    AGUARDAREI POR VOSSA PARTICIPAÇÃO, OK?
    TENHA UMA LINDA NOVA SEMANA.
    ABRAÇÃO PRA VOCÊ!!!

    ResponderExcluir
  21. Acredito que no interior a vida seja diferente, pois outro dia vi, por acaso, duas senhoras contarem seus nomes e a cidade de onde chegaram, para, meia hora depois, as duas saírem juntas e abraçadas rumo à lanchonete. São fatos impossíveis de acontecer para os moradores das cidades grandes. nem fiz crônica do fato. :)) Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  22. Olá Chica.
    Eu adorei a casinha, muito fofa.
    Bom amiga estas pessoinhas com certeza já dei de cara com elas...kkkkkk
    Acho que na rua de cada pessoa existe pessoas assim, quando saio de casa tem sempre uma vizinha na janela que me acena, ai que medo viu...kkkkkkk
    Uma pena que as pessoas sejam tão solitárias e se comportem assim não é?
    Mas vamos que vamos cuidando da nossa vida e se afastar de pessoas assim que não tem jeito mesmo.
    Obrigada pela linda visita.
    Uma maravilhosa semana e meu carinho.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. oi Chica,

    em cidades pequenas,
    os comentários ficam enormes...
    meus pais moraram numa pequenina cidade do interior de São Paulo,
    os moradores sabiam até a hora que os outros espirravam...
    um verdadeiro perigo...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Cidade pequena é fogo! Mas é uma delícia de se viver!!!!

    bju

    ResponderExcluir
  25. rss, viver é uma arte, Drummond que o diga com sua famosa pedra no caminho...
    E numa pequena cidade, tudo corre rápido e se multiplicam. Bem que atualmente não faz muita diferença.
    Com carinho.
    bj.

    ResponderExcluir
  26. Olá Chica, adorei a sua historia em verso que na verdade retrata bem certas personagens que habitam em lugares mais pequenos! Por aqui também acontece! Um perigo mesmo para a tranquilidade de quem vive nas redondezas;))! Beijinhos e continuação de boa semana. Ailime

    ResponderExcluir
  27. Essa é a diferença da qual todos devem estar bem atentos. É como ter um buraco grande no meio da rua localizada no centro de uma cidade pequena, e ter um grande buraco em cada esquina de uma grande cidade. Lindo Chica.

    Abraços e uma ótima tarde pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  28. Adorei o conto e essa foto me levou à Itália e consequentemente à Glorinha Leão... Beijo, beijo! ;)
    She

    ResponderExcluir
  29. HAHAHAHA concordo Chica!
    Melhor saber exatamente onde está teu inimigo! Adorei demais esse conto. Típico de cidadezinhas do interior!

    Chica, se quiser algum livro meu, passa lá no site (www.camilabmonteiro.com), vai me ajudar muito, estou fazendo tudo sozinha! Presenteie amigos, parentes hahahahaha

    De qualquer forma, obrigada pela força tá?! Beijão!

    ResponderExcluir
  30. A foto e linda!
    Mas principalmente no interior, lá a gente pensa que delícia de se viver, sem muitos horários, e correrias das cidades grandes e tantas coisas mais. Mas tem este outro lado falta de ocupação das pessoas, as más línguas sempre estão em prontidão para as críticas.e fofoquinhas. É uma historinha muito verdadeira.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  31. Nada compara a vida do campo á das pequenas aldeias onde todos estão sempre prontos a ajudar, a fazer um chá a dar a mão...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  32. Oi Chica, que bela forma de retratar o "perigo" que ronda a vizinhança, acho que ninguém está livre dele, viu?! Qdo eu era solteira o "perigo" ficava bem em frente a minha casa, mas quem não deve não teme, não é msm?! O pior é qdo o perigo mente e inventa... aí é dose! Na rua mais acima tinha (tem) uma senhora chamada Diva e ela adorava (adora) tanto tomar conta da vida das pessoas que os vizinhos diziam (dizem) que DIVA significa Departamento de Investigação da Vida Alheia! Só rindo mesmo! hahaha
    Bjs ♥
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  33. Mesmo com essas desvantagens, se pudesse escolher preferia morar num lugar assim...
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. O perigo poderá estar em todo lado, eu vivo no campo onde corro imensos!
    Adorei a foto e a história em verso.

    beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  35. Chica, querida

    Adorei essa história, e não é que em todo lugar tem umas pessoas assim como essa.

    beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  36. Oi, amiga!

    Sua criatividade me encanta! Quantas histórias lindas! Penso que o vilarejo, aldeia, ou pequeno povoado que não tiver um "pontinho estratégico" está faltando alguma coisa, hehehe
    Mas, a moral da história é fantástica: concordo.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  37. Oi
    Demorei,mas estou aqui....
    Amei a história,e a sua vst,como sempre gentil e atenciosa!!
    Obrigado!
    Abraços

    ResponderExcluir
  38. Olá Chica Querida!
    Que lindo texto! Como pode? Aqui em Minas Gerais (Sou Capixaba, do Espírito Santo), as pessoas quando gostam muito de uma coisa falam assim: Ah, nem, como se fosse um não, tipo assim, não acreditam de tão fofo, meigo, lindo, essas coisas.
    Bjos amiga.

    ResponderExcluir
  39. ai que medo... temos que ficar atentos a tudo e a todos!!
    bjinhosss

    ResponderExcluir
  40. Beleza de criação e do observatório a vida sobre a mesa, com todas suas emoções e medos, segredos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  41. Chica, aos poucos estou conhecendo seus blgos, um mais bem feito e cuidado que o outro !!! Parabéns, quanto ao tema, creio que medos rondam nosso imaginário alguns, reais, outros criados por nossas mentes. um bj

    ResponderExcluir
  42. Chica,um abraço carinhoso e um bom final de semana pra você também!
    Essa história por ti contada em versos é a perfeita descrição da nossa realidade de ontem e de hoje também,as comunidades sejam condomínios,vilarejos,enfim,são repletas de pessoas mais preocupadas com a vida alheia que com a própria vida e vivem propagando os seus boatos deixando assim de melhor viver.

    ResponderExcluir
  43. Oi Chica,
    Cidade pequena, vilarejo tem suas vantagens e desvantagens. Esses lugares as pessoas gostam mesmo de tomar conta da vida do outro. melhor mesmo e ficar sempre longe de pessoas assim.
    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  44. Conheço os dois tipos de perigo... e ando a cada dia mais arredia, mais caseira, cercada pelos meus muros e rodeada pelos meus livros e minhas flores. Daqui a um tempo, talvez a minha casa seja apontada como a da mulher esquisita, que não fala com ninguém... rs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  45. Oi querida, que lindo texto!
    Conheço os dois tipos de perigo também, adorei.
    Tenha um ótimo final de semana, beijos!!

    ResponderExcluir
  46. Tudo se sabe e todos são conhecidos... nada melhor! O real perigo passa bem longe. Em lugares muito pequenos, quando alguém passa por um problema, os outros logo correm para ajudar. É assim que vejo. Bjs.

    ResponderExcluir
  47. OI Chica,

    Conheço tanta gente futriqueira........rs

    Adorei o texto!

    BJos

    ResponderExcluir
  48. Amei,seu carinho sua vst!!
    Obrigado,bom domingo!
    Bjss

    ResponderExcluir
  49. kkkkk adorei o conto....e qualquer semelhança com a realidade é mera conscidência, pois está cehia de donas Margaridas e mal amadas por aí kkkkkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  50. Ninguém gosta de críticas, mas um segredinho é que a pessoa acaba confessando o que ela mesma é, por isso a gente deve ouvir sim mas para descobrir o que aquela pessoa é.

    Vim conhecer outro bloguinho, amo o Sementinha por causa do meu lado criança :D Aqui tá muito fofo.

    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿