♥ Num dia dos namorados,rs... ♥


  EDIÇÃO VISUAL do BLOINQUÊS

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Vito  e Beti estavam eufóricos naquele dia dos namorados.

Teriam um  jantar especial, pela primeira vez, num restaurante. Haviam juntado as mesadas para esse dia...

Beti não sabia, mas ele havia comprado as famosas alianças de compromisso e sabia que ela ficaria contente de exibir no dia seguinte no colégio, para as amigas.

Podia antever as risadinhas, a euforia...

Enquanto se arrumava, pediu o carro do pai emprestado. 

_ Hoje não ! Vou sair com tua mãe! Vamos jantar fora, é nosso dia também!

_Ah,coroa! O que é isso?  

_ Podes pegar a chave ,sim. .Estava brincando contigo. Tua mãe e eu preferimos ir de táxi, assim tomamos um vinhozinho e sabes, não podemos dirigir então...

Tudo arrumado, Vito sai deixando um perfumado rastro, pega o carro na garagem.

Vai até  a casa de Beti e a apanha. Seguem e decidem ,antes de jantar, dar um passeio, para aproveitar o carro.Não era sempre que o  tinham!

Esquecem da hora. E, quando lembram dela, resolvem ir jantar.
Chegam ao restaurante escolhido: LOTADO.

Vão num outro ali perto: filas intermináveis e lista de espera para, no mínimo duas horas.

Assim, passam de um em um até encontrarem um muito lindo, relativamente vazio. Mas todo bem decorado, velas. 

_Vamos entrar?

_Claro!  
Entram, sentam, pedem o menu e a surpresa e ao mesmo tempo a explicação para ele estar disponível: O prato mais barato, custava  o dobro do que tinham ...

Assim, agradecem,levantam e saem... Estavam cansados, famintos e desolados.

Nessa hora, Beti vê uma carrocinha de cachorro-quente e pipocas.

- Vamos comer por aqui mesmo! Diz ela.

_ Mas não é muito "chumbregão" para um festejo assim?

_Ora, o que importa é estarmos juntos.

Pedem dois cachorros cada um, comem, depois pedem um pacote grande de pipocas.

E, dento do pacote ele , escondido dela,coloca as alianças e avisa que ela deve comer  até chegar numa surpresa que lá estava.

Assim, entre risadas, muita alegria, iam comendo e jogando os grãos, um no outro. Riam até se engasgar com os grãozinhos não estourados... E, lá no finalzinho, estavam as alianças .

Uma já havia aparecido.Era a dela.

E as pipocas terminando... Ele já aflito...

Terminam! E nada da aliança...

Chegam a conclusão que numa daquelas engasgadas, ele a havia engolido.

Entre preocupação e ao mesmo tempo muitas risadas, terminam assim a noite.

Riem...Riem muito ,até pelo nervosismo...

Agora era hora de voltar, deixar Beti em casa  e dormir, esperando a manhã seguinte, quando esperava, a aliança "aparecesse"...

E, claro, ela seria descartada...

Haveria de trabalhar mais um pouco, para comprar uma nova...

Mesmo assim, aquele dia, nunca mais seria esquecido.Isso era certo!

E foram felizes mesmo assim! 

O amor deles era alegre e feliz!