Olhem o que temos por no chica escreve!

Olhem o que temos por no chica escreve!
Basta clicar!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

♥ O 17 e a sábia decisão...♥




Edição Conto/história do Bloinques

Tema: Os dedos tremeram ao abrir o diário na primeira página. 

(((o)))o(((o)))o(((o)))


As seis filhas reunidas , dias após funeral da mãe.

Remexiam nas coisas, organizavam o que seria doado, o que seria entre elas dividido.

Entre novelos de lã, anéis encontrados.

Eram caixas, caixinhas e caixotes enormes de coisas a organizar.
Havia ali pedaços da vida de sua mãe.

Entre os achados, um caderno velho, amarelado.
Folhas comidas pelas traças...

A mais velha, Brenda, quem o encontrou, coube a tarefa de abri-lo, sob os olhares das demais.

Tinham medo, muito medo.

Uma delas, Brigithe já tinha ficado sabendo em vida, que não era filha do mesmo pai das outras... Agora, uma instigante dúvida  lhes surgia.

_Abrimos ou não? Teremos coragem?
Será que estamos prontas para  quem sabe uma nova revelação?

Belinha dizia ter medo.

Belmira, dizia:

_Azar, vamos abrir e anda logo! Somos  todas adultas e estamos  aqui , para nos amparar juntas.
Assim,  Brenda, decide e os dedos tremeram ao abrir o diário na primeira página. .  


Ali sua mãe contava de sua vida, sua infância  e deixa claro que tem uma revelação a fazer e que só depois que a filha envolvida a perdoar, teria descanso.

Ela tinha certeza que aquilo seria encontrado após sua morte.

 Seguem lendo e em certas horas tinham pena, noutras, raiva do que liam.

Ate que chegou a hora esperada e/ou TEMIDA:

"Peço perdão ao meu marido, pai de 4 de vocês."


  Ao ler essa frase, as filhas tremeram nas bases.

_Quatro? Mas nós somos seis e sabemos que  Brigithe não é filha do nosso mesmo  pai.
Mas quem será  a outra?

Assim, nervosas, sacudiam o pó das traças no caderno amarelado.

Continuam a ler...

"Quero que saibam que aconteceu de forma maravilhosa a geração , havia amor realmente. Era tão grande que não deu para segurar..."

As palavras estavam todas com letras faltando, quase inelegíveis... mesmo assim, dava para entender.

"Quero que me perdoes tu também, filha querida, por haver escondido teu verdadeiro pai.  Se fores até a página 17 desse caderno, terás uma declaração de teu pai par ti e do quanto ele te quis assumir, mesmo eu casada..."


Noooossa, já choravam ansiosas as filhas.Anda... Vamos!

Chegam à pg. 17 e lá está...

 "Para minha querida amada e minha filha, a quem nem o nome pude dar..."

Assim iniciava o bilhete escrito pelo pai de verdade de uma delas...

"Quero que saibas, B..... que te amei à distância...."

Não, isso,não? Diziam agora as seis filhas reunidas!

Só conseguimos ver a letra B. Essas traças comeram todo o resto?

Mas que coisa!  Como faremos?

Papai não existe mais, ninguém nos poderá revelar...

Tristes, inconformadas, leram e releram aquele caderno e esperavam encontrar alguma pista. Mas tudo em vão.


Assim, tristes,  agitadas, de repente, Brigithe , que não estava diretamente envolvida, pois o seu verdadeiro pai já conhecia, propõe:

_ Vamos tentar tudo isso esquecer!  Até hoje vivemos como verdadeiras irmãs, felizes, alegres e juntas sempre.

Por que vamos deixar que alguém,  que por covardia não nos falou, estrague o resto de nossas vidas?
Pensem nisso!

 As outras, após muxoxos e mais muxoxos, blasfêmias e tantas coisas mais, aceitaram o convite.

Se abraçaram, fecharam tudo aquilo.

Ninguém quis nada de nada do que ali estava. 

Enterraram o passado e por incrível que possa parecer, saíram dali, atravessaram a rua e foram  tomar um delicioso café colonial.  Estavam precisando!


Pediram três xícaras a mais na mesa, lugares distintos. Uma para o verdadeiro pai de todas, pois foi quem as criou. Esse era comum.

Outra para o desconhecido, que era pai de uma delas e ainda, outro para a mãe, a quem iriam com o tempo, perdoar!


54 comentários:

  1. Bom dia, Chica!!!

    E pensar que essa história é tão comum, e que infelizmente nem todos ficam sabendo. Que importância tem? Nenhuma, mas quem não gostaria de saber sua verdadeira origem?
    Muito lindo!!!

    Beijos
    Ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. B OM DIA AMIGA CHICA COMEÇASTE BEM A SEMANA COM ESTA LINDA HISTÓRIA
    QUANTAS SURPRESAS NOS PODEM ESPERAR EM UMA MENSAGEM HEM,ADOREI
    SEU CONTO FICOU MUITO LINDO E NOS PRENDE A ATENÇÃO ATÉ QUE CHEGUE AO FIM UMA ÓTIMA RESOLUÇÃO DAS IRMÃS SEGUIREM A VIDA NORMALMENTE DEIXANDO PARA TRAZ O QUE PASSOU UM ABRAÇO AMIGA BOA SEMANA

    ResponderExcluir
  3. oi Chica,


    histórias como essa se repetem todos os dias,
    mas acredito que o pai é aquele que cria,
    que acompanha todos os paços,dá carinho, atenção e amor...
    esse é o verdadeiro pai ,o que tem papel principal na vida dos filhos...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei ler essa postagem tão real e ao mesmo tempo parece 'ficção, coisa de novela. A mãe deve ter sofrido por guardar o segredo que poderia ser perdoado enquanto era viva; concordo com a Rô, o pai é o que cria, e foram bem criadas, então o que essa mãe sufocou por tanto tempo: "o segredo" é o preço que ela pagou por ter "errado"?
    Quem pode julgar? Quem nunca errou?
    Um forte abraço e boa semana.
    Mery*)

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Chica, muito legal legal e o que fica de tudo isso é o "perdão", pois todos cometem erros não é mesmo?
    O importante é a união e os laços afetivos.
    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Chica, belo conto. Até eu fiquei com raiva das traças! :D

    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Nossa que conto profundo Chica, adorei ler!

    Excelente semana pra vc, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Chica, um gostoso abraço!
    Mais um conto em que podemos pensar e chegar à lindas conclusões...
    A vida é cheia de lances e nuances e precisamos estar prontos para amar e perdoar sempre, não é?!

    Com beijos

    ResponderExcluir
  9. Bom dia,Chica!Aff odeio esses segredos de família,mas acho que é quase inevitável toda família tem os seus.
    Ainda bem que as 6 irmãs ficaram em paz e numa boa.
    Beijos e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  10. Poxa, tem uma história bem parecida em minha família, uma filha de outro pai, e o pai adotivo sempre tão amável. A filha não perdoou a mãe que já partiu, mas sabe, sei que aquela filha foi fruto de um amor e que mal há em amar? O pai adotivo amou muito sua família e sua esposa, só não sei se a esposa foi realmente feliz...
    Tenha uma ótima semana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. lindo texto, prova que nossa vida é uma verdadeira caixinha de surpresa,amei..bjos e boa semana

    ResponderExcluir
  12. Marditas traças... eu estava super curiosa, querendo saber quem era a filha que não era filha do mesmo pai.... rsrsrs
    Beijo grande pra vc e boa semana por ai!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Chica,
    Amei a história e ainda que remotamente me lembrou o filem "As Pontes de madison", já assistiu?
    Beijos 1000 e uma semana maravilhosa para vc.

    SORTEIO!
    http://www.gosto-disto.com/2012/02/sorteio-2-anos-do-blog-giveway-2-years.html

    ResponderExcluir
  14. Excelente e o final é realmente lindo, o melhor é nem saber, se eram felizes! Bjs e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  15. A melhor escolha, Chica. Por que deixar o passado plantar infelicidade no presente? Boa semana!

    ResponderExcluir
  16. Ôoooo maezinha comlicada essa em?
    Enfim, são irmãs por parte da mesma mãe, então devem se amar o bastante para superar essa surpresa.
    É claro que fica sempre aquela sementinha da dúvida, mas quando não há meios de descobrir o melhor é aceitar e tocar a vida.
    Chica...ainda bem que na internet não dá traças, não é?
    Qualquer dúvida que nossos filhos venham a ter é só consultar os blogs... kkkkkkkkk!!!
    Outra coisa, essa mãe não precisa de perdão. A falta de sossego dela por uma vida inteira já funcionou como castigo (se é que devemos pensar em castigo, quem somos nós?).
    Beijos amiga, começou bem a semana em? levantando polêmicas!

    ResponderExcluir
  17. Que história, hein dona Chica!!!

    Mas essas traças realmente não tem respeito!
    Comer as folhas de um diário!!
    Tsc!...tsc!...tsc!...
    Eita bichinho difícil gente!
    Mas talvez tenha sido melhor assim, não é mesmo?
    :)

    Beijão pra você, amiga querida.

    Tenha uma linda e abençoada semana.

    Cid@

    ResponderExcluir
  18. Que história...olha que a realidade tem muito disso. Mas as vezes é melhor deixar o passado para lá. Que vc tenha uma ótima semana recheada de coisas boas. Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. É o que vale...o resto é curiosidade.
    beijos

    ResponderExcluir
  20. Caramba das traças, então eu que não gosto nada delas.
    excelente história minha querida.

    Beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  21. Chica. Muitíssimo envolvente o conto. Gostei muito e apreciei também a decisão final. Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Chica,vc está escrevendo contos cada dia mais interessantes e criativos!Lindo e comovente história!Adorei sua participação!bjs,

    ResponderExcluir
  23. Chica minha amiga, que show voce deu neste texto.Li acelerado para ver o misterioso 17. Fantastica criatividade, beleza de ilustração dos rabiscos do diario,que bela construção.
    Vou aplaudir de pé.
    Carinhoso abraço.
    Que bela semana de produção.
    Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
  24. Essa história poderia acontecer comigo, somos 4 irmãs e eu sou completamente diferente das outras... mas no meu caso acho que eu é que não seria filha da mesma mãe, do pai sou, sim.
    Bonita história
    bj

    ResponderExcluir
  25. Chica, que maravilha de conto, você como sempre insuperável, ficamos a nos perguntar qual seria a atitude adequada, procurar pela verdade ou deixar como está? Hum..., fiquei com gostinho de quero mais.
    Boa semana
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  26. Eita Chiquinha, hahahahhahahaha dessa vez você abusou hein! Eu fiquei curioso aqui, hahahahahhahahahahahhaha.

    ResponderExcluir
  27. Ei Chica
    Puxa, gostaria de saber o nome do pai, curiosidade demais.
    Que traças horrorosas.
    Bjo

    ResponderExcluir
  28. TENHO UMA OPINIÃO QUE LEVO SEMPRE COMIGO :
    TEM COISAS QUE TEM O TEMPO CERTO DE SEREM DITAS, PASSOU O TEMPO NÃO PRECISA MAIS DIZER..
    ACREDITO QUE O ELO DE UMA FAMILIA SE CRIA ATRAVES DA CONVIVENCIA E DO AMOR E QUE MÃES E PAIS SÃO AQUELES QUE CRIAM E QUE ZELAM POR ELES
    PRA QUE MUDAR REVIRAR UM PASSADO ?SO POR CONTA DE GRUPO SANGUINEO SENDO QUE O AMOR QUE FOI NÃO VIVIDO, NUNCA SERA RECUPERADO ?SABE, DEUS AGE ASSIM ATE MESMO COM UM INSETINHO FEITO TRAÇA ELE COLOCA AS COISAS NO SEU DEVIDO LUGAR FICARAM AS IRMÃS JUNTAS COMO SEMPRE FORAM E O AMOR CONTINUA POR ALI
    BELO DESFECHO ...ASSIM DEVERIA SER TODOS

    BEIJOS CHICA

    OTILIA

    ResponderExcluir
  29. Chica
    Eu ainda estou pensando o que escrever sobre esta história.
    Hoje os amntes sao bem mais visiveis.
    Nos tempos de nossas bisavós o que nos relatou era comum mas eram feitos as escondidas e nunca desobertos a nao ser pelos diarios.
    esta histporia daria uma novela bem linda na globo
    Por que nao escreve?
    com amizade Monica
    Estava em araxa por isso nao apareci aqui

    ResponderExcluir
  30. Nossa chica adorei!
    suas histórias me surpreendem e me enkantam.
    abraço!

    ResponderExcluir
  31. Aiii Chiquinha...assim não vale !!! hehehe Quero saber quem não era a filha.

    Na verdade, o melhor foi isso mesmo...deixar como estava.São irmãs !!!

    Linda semana

    Beijinhos

    Ana

    ResponderExcluir
  32. Chica, que coisa, fiquei em suspense para ler logo o desfecho do conto!!! Creio que elas tomaram a melhor decisão.

    Ótimo texto!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  33. Aqui estou no amanhecer de um novo dia!
    Todos conhecem uma história parecida. Inclusive eu.
    Um café colonial não encerra esse conto!
    Deve haver uma resposta para essas irmãs duvidosas!
    Que tal prolongar essa história das seis irmãs?
    bjo
    Zizi

    ResponderExcluir
  34. Oi chica vamos ver se hj eu consigo deixar meu beijo!

    ResponderExcluir
  35. Puxa...que revelação!!!
    Elas decidiram com sabedoria, esquecer o passado e seguir em frente!
    Afinal, importa o amor que sentiam!Se não eram do mesmo pai, não fazia diferença!Eu tenho dois irmão que não são do mesmo pai,e não faz a menor diferença,o amor é igual!Claro com a Lis é diferente pela sintonia e cumplicidade que temos e sempre tivemos...mas o amor é igual!
    belíssima história!!!
    **Vim me distrair!!!rsrsr Bah!!!! Estou com tudo organizado, o Ni ficou com quase todos da turma do ano passado.Mas fica com uma cara de perdido...rsrsr Depois vou busca-lo,vamos ver o que ele conta!
    beijos!!

    ResponderExcluir
  36. Oi Chica,
    Acho que vou conseguir postar esse comentário porque já consegui em outros blogs...vou ficar super feliz se conseguir ver meu coment aqui porque já ando desesperada por vir aqui ler tudo e nao poder deixar minha mensagem...
    Esse conto é lindo e ao mesmo tempo bem comum, mas fiquei com raiva das traças que foram devorar justo a parte da revelaçao..kkkkkkk
    Beijos carinhosos pra voce, e se esse coment entrar, estou de volta definitivamente ao Coisinhas da Chica...
    Marcia

    ResponderExcluir
  37. Ebaaaaaaaaaaaaaaaaa
    Entrou Chica... ô eu aqui traveis....kkkk
    Bjs
    marcia

    ResponderExcluir
  38. Vou levar a curiosidade comigo. Bem que eu queria saber Chica. Quem sabe vc não escreve a continuação com uma surprendente revelação??
    Meu marido também disse o mesmo.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  39. Chica, como vc escreve bem. Fico pensando como surge essas histórias na sua cabeça. Adorei essas das 6 irmãs. A mãe era " custosinha hein? , rs.



    Bjos Luzia

    ResponderExcluir
  40. Chica, achei bem interessante, tanto que não via a hora de chegar na revelação, porém, fiquei triste ao saber que não há revelação.
    Porque você não continua essa postagem em outra ocasião revelando o pais das meninas B?

    Daniel

    ResponderExcluir
  41. queridaa ameiio post...
    super bonito

    ResponderExcluir
  42. Lindeza, vim te desejar uma boa noite *-*
    E aproveita pra te convidar á conhecer o meu grupo no face. É uma espécie de brechozinho ^^
    http://www.facebook.com/groups/193331627439694/
    Cheirinho!
    @Haylla_bsb

    ResponderExcluir
  43. Chica estava bem empolgante o conto, mas no final ai que desolacao...

    Mas a vida é assim mesmo...

    Te desejo uma semana abencoada

    Bjao

    ResponderExcluir
  44. Um texto enigmático, bem profundo e inteligente, tá de parabéns por mais um belo texto, vc pode dar continuidade a essa estória, uma segunda parte e quem sabe final.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  45. Ah ah ah ah eu tbém ja tava curiosa para saber qual era... KKK

    Mil beijos Chica

    ResponderExcluir
  46. Rsrs... Fiquei na vontade, também adoraria saber quem era, mas ficou legal assim, essa superação em nome do bem querer que as unia.

    E mãe é toda vida perdoável.

    Beijo, Chica.

    ResponderExcluir
  47. Chica,

    Adorei.Você é incrivelmente criativa! Prende a nossa atenção com simplicidade e ousadia... A história foi instigante do começo ao fim, e o desfecho foi sábio e nobre. Parabéns, amiga!

    Grande abraço
    Paz e Bem!

    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  48. Chica,

    Tudo bem? Texto maravilhoso de ler, com lógica e uma excelente narrativa. Penso que se estivesse nessa situação, não faria diferente, pois o passado já é morto por natureza, mas aceitaria e respeitaria essa ausência de resposta.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  49. Chiquinha, sua danada! Fiquei aqui, roendo as unhas!

    Mas, a vida é assim, né? Muitas vezes é melhor tentar esquecer do que remoer coisas que sequer podemos resolver!

    bjksss e obrigada por sempre estar lá no Umas e outras...

    Vc é uma florzinha!! ;)

    ResponderExcluir
  50. Excelente seu conto Chica!!! Pena que elas não conseguiram desvendar o segredo. Beijos :)

    Palavras, pensamentos e sentimentos

    ResponderExcluir
  51. Adorei a história Chica, cada vez me surpreende mais a sua capacidade de sempre inventar, descobrir e dar lições!
    Muitos parabéns.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  52. Chica, imagina que eu conheço uma história verdadeira, parecida com esta?...

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿