✿Cada uma na sua,tá?✿


Edição Visual do Bloinquês

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Josefina Maria,

Vou te contar uma coisa, apenas para que saibas...

Achas que não te visito,não é? Vives reclamando.

Por acaso alguma vez paraste para pensar qual o motivo?

Vou revelar agora:

Ao entrar na tua casa, sinto a terrível sensação de estar flutuando, quase afogada,  como se ali tudo estivesse inundado de mau humor e baixo astral.

Tudo ali me oprime.

Acho que é o luxo, os móveis que parecem estar expostos e não para serem usados, os lustres que mais parecem estar num teatro,a casa toda que me parece sem vida.

Tudo me soa falso e parece que ali danço uma música que não conheço e que não sei qual será o próximo passo.

Só por isso,tá?  Eu preciso e quero VIDA perto de mim e museu para morar, nem pensar!!!

Notas que quando vens à minha casa, tudo nela é usado? Tem bagunças, tem brinquedos na sala, tem sofá surradinho, tem máquinas que funcionam, roupas no varal...

Enfim, somos completamente diferentes e eu, na atual fase da minha vida, não estou mais a fim de fazer o que não gosto.

Por isso querida cunhadinha, me esquece! Vê se fica com tua turma e basta,tá?

Vamos  combinar uma coisa? Sem cobranças ou questionamentos,tá bem?

Ainda não aceitaste que teu irmão comigo se casou? Te rala, vais ter que engolir, pois nos amamos muito!

Assim, agora me despeço, deixo um abraço e desejo para ti toda a sorte e que consigas fazer de tua casa um pouco só do que tanto criticas na minha.

Assim ,tenho certeza que serias uma pessoas mais gente, normal...parecendo até ser de carne e osso...
Não te quero mal, apenas quero te ver longe de mim!

Gertrudes