✿ Frestas...





Era só  de frestas a casinha...
E  por elas podia-se  tanto  ver...


De longe, lá de baixo  a casa se via
e lá dentro, estava Seu Frazão a viver...

Do lado de fora, só imensidão
mas nem de perto, ele sentia solidão!

Tinha o espaço todo  ao seu lado
e com ele tinha cumplicidade...

Lá do alto,  avistava a vizinha cidade
mas, de ir até  ela, não tinha   vontade...

Ali sozinho, vivia assim Seu Frazão
apenas saudades, boas recordações , havia em seu peito...

Saudades de um tempo em que cada frestinha
era preenchida com a gurizada gritando com alegria

Saudades em que por trás de cada janela e porta
tinha vida, tinha amor e não era assim quieta e morta...

Seu Frazão agora deixava a casa sempre aberta
 o vento entrava, lá girava e lhe fazia companhia

 Sabia que   por detrás daquela porta , sua Maria
 não mais lhe poderia fazer a alegre companhia...

Os filhos,cada um agora sua vida e família tinha
e ele ficava ali seus restantes dias assim a viver...

Sabia que não  muito tempo lhe faltava
e estava com isso muito conformado

havia vivido com intensidade sua vida
havia  a todos, sempre,  muito amado

Agora estava perto de reencontrar a sua Maria querida
a mulher que tanto amou e tanto lhe fez bem na vida!

..........................................................


Pelas frestas,um vento, forte, rumoroso e em  grande ventania
o encontrou ali deitado, inerte, esperando, chegara pra ele  o grande dia...

Em seus lábios, um sorriso de alegria ,
revelava que já estava agora com Maria!


 Chica

* Inspiração que chegou da linda foto da Deia, DAQUI