✿ Uma breve carreira interrompida..✿.


Minha participação na 1ªedição  Sua Palavras:

Deve obrigatoriamente conter as palavrar SER-CORAÇÃO-MEDO e DECISÃO

(((o)))o(((o)))o(((o)))
 Hortência  devia ter uns doze ou treze anos, morava no Rio de Janeiro, encarapitada num 4º andar do prédio.

Pela manhã, como todas meninas, ia à escola e à tarde, ficava em casa.

Tinha vizinhos, bem ao lado do  seu apartamento e ainda, com a janela do seu quarto dando diretamente na sala do apartamento ao lado...

Nesse apartamento vizinho o que podia ter pra atrapalhar a vida?

- Havia um professora de canto e piano...

A mãe de Hortência saía de casa e a danadinha ficava lá...

Sem ter algo mais interessante para fazer, assim que as aulas de canto e solfejo iniciavam na casa ao lado, ela passava a imitar os alunos daquela pobre D.Maria, a professora...

Começava por lá  a aula e ela na sua casa perto da janela também iniciava...

...Hi-hi -hi -hi -hi- hi -hi -hi -hi ,hó-hó-hó-hó-hó-hó-hó, pam -pam...

Lá-lá-lá-lá-lá-lá-lá -lá-lá-lá-lá- pam-pam e assim por diante, seguindo a escala, sempre com uma vozinha especial que ela arrumava para aquela hora.

D.Maria fechava a janela, mas não adiantava.

Isso era frequente e uma "maravilhosa"distração para a pobre Hortência que era medonha...

O tempo foi passando e um dia, ao retornar da escola sua mãe lhe deu uma notícia muito boa. Tomei uma decisão:

- Hoje à tarde, começas as tuas aulas de piano, vais gostar!

- Onde vai ser mãe?

- Ora, aqui, com a D.Maria que é tão querida...

Bah! Hortência nessa hora sentiu a truta! Quase morreu do coração...O sentiu bater mais forte, de tanto medo do que lhe esperava por lá!

Mas nada podia ser feito.Estava decidido!

À tarde, com uma boa dose de "óleo de peroba"no rosto, se apresentou  para a aula e  D. Maria antes de começar fez,também com ela  solfejo e um aquecimento da voz.


Lá se viu ela fazendo os hi-hi-hi que tanto fizera antes, agora diante de D.Maria...


Havia ainda  Pedro,  filho da professora que , com problemas psíquicos   adorava assistir as aulas e  em um dos seus tiques, estalava ruidosamente seus dedos e ainda gargalhava como se houvesse escutado a maior piada.

Olhem ,a coisa era feia para Hortência, que após um tempinho estava gostando das tais aulas, mas não dava para se concentrar pois tinha que rir junto com o pobre rapaz o tempo todo e se arrepiava até a alma com aqueles estalos dos ossos das mãos dele...


Uma coisa porém foi certa!

A mãe de Hortência, mesmo sem saber de nada, deu o maior presente à vida de D.Maria e seus alunos, pois a partir de então, a brincadeirinha havia perdido a graça e eles tiveram paz...


Assim, foi interrompida a carreira de Hortência que quem sabe teria sido um sucesso, ou como pianista ou então, como cantora de óperas,rsrs...