✿ Um velho armário...✿




Tema: Eu sabia que aquilo nunca teria um fim.


(((o)))o(((o)))o(((o)))


Na casa, onde tudo era lindo e novo
 num cantinho ali jogado
via-se um armário bem velho
lascas de madeira ,bem descascado...

O que fazia ele ali?
Pertencia agora à Flora.

Fora de sua bisavó
 pela sua mãe bem guardado
Lá dentro o que  havia?
Isso  ela  ainda não sabia!

 Flora, no entanto
haveria hoje,após um sonho, de quebrar 
do armário, aquele encanto!

Eu sabia que aquilo nunca teria um fim, falava pra si mesma ...
Precisava alguém  ter coragem para o mistério desvendar...
E ela, hoje, estava disposta a no passado aquilo deixar...

Lembrou ainda que sempre, desde jovem,  a todos dizia:
_Esperem e,  verão,
quando esse armário  a mim tocar
todos  saberão
 o que por tanto tempo ficou ali e esperar...

E o tempo passou...
às mãos de Flora, o dito armário chegou...

As chaves eram todas enferrujadas,
e a curiosidade crescia
enquanto eram elas  nas fechaduras giradas...

Por que nunca ninguém teve coragem de o abrir
 Todos teriam tido medo da anunciada maldição ali contida?

Quando crianças, nele nem perto podiam passar, 
até os adultos,  sabiam que assim como estava, o deviam conservar...

 Flora, tremia
mas a curiosidade a impelia.

Trac,trac...
enfim o armário se abria..
Até seus ossos, de medo, estalavam...

Dentro dele, apenas duas gaiolas vazias
à frente delas, um bilhete:

" Não tenham medo de libertar seus sonhos!

Vocês poderão perder tempo na vida!

Os meus foram todos liberados,deixem as gaiolas sempre vazias... Nunca aprisionem ninguém, sejam grandes ou pequenos, como as gaiolas... E sigam suas vidas...

Cheguei à velhice, fui má, quis a tudo e todos comandar.

Minhas gaiolas foram vazias, voei muito na vida...

Mas a todos que pude, aprisionei!

Deixei esse teste como mais uma prova de minha força...

Hoje, quem o armário abriu , tenho certeza, me liberou também de todo mal que aos  meus herdeiros, por várias gerações  fiz!

Podem fechar agora a chave... Não mais estarei vigiando.Descanso em paz..."


Flora, atônita , senta e chora
o segredo, a maldição descoberta agora!

Colocou sobre o armário as velhas gaiolas vazias como lembrete de vida:
Sonhar, voar, mas deixar os outros assim fazerem também. 
Só assim poderemos ter Paz!

Imagem vi AQUI