✿ Momentos que emocionam...✿



* Imagem DAQUI( clicar para ampliar)

79ª Edição Conto/História do Bloinquês
Tema: Percebi a mentira através de seu olhar.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Lembro muito bem daquele dia...
Puxa, se lembro!

Passeava com minha crianças naquele parque pertinho lá de casa quando de repente, ouvi um choro baixinho, acompanhado de soluços incessantes...

Olhei tudo por ali e nada vi até que, de repente, vejo um monte de tecido branco. Olho melhor e vejo que era uma moça, vestida de noiva que estava debulhada em lágrimas, deitada no chão.

Cheguei mais perto e perguntei, com calma:

_ O que aconteceu?
Posso te ajudar?

_ Não, claro que não! Minha vida está acabada!

 Peguei a garrafinha de suco de uma das minhas meninas e ofereci:
_ Toma, toma só uns golinhos.Vai te fazer bem.

Ela sentando-se na grama aceitou e tomou aos goles..

_Estás melhor agora? Queres falar comigo? Estou e sou toda ouvidos e desejo te ajudar, pelo menos  te ouvir.

_ Sou uma infeliz, diz ela...

_ Como  te chamas?

_ Angélica. Eu estava por casar, já na igreja, quando percebi que os avisos de minhas amigas que ele era apaixonado por Bruna, uma  moça que frequentava minha casa e se dizia amiga também, eram verdadeiros.

- Como ,só na igreja te deste conta disso?

_ Logo na entrada, de braços com meu pai, vejo Bruna chorando muito, conversando com  meu noivo que me esperava no altar...

Vi bem que ela parecia tentar convencê-lo de não se casar.

Mesmo assim, sem nada dizer ao meu pai, segui e quando ele me entregou ao Rui, meu noivo, perguntei baixinho ao seu ouvido. 

_Estás certo que me amas e queres casar comigo?

Ele respondeu que sim. 

Nessa hora, olhei firmemente para seu rosto, desfigurado e percebi a mentira através de seu olhar...

Não tive mais nenhuma dúvida.,Aquele olhar me falou tudo aquilo que não quis perceber antes.

_ E então, perguntei, já aflita.

_ Então, saí correndo da igreja e acabei aqui.
Eu o amo muito! Agora minha vida acabou! Estou desolada!

_ Que nada! Vais ver, agora está difícil e assim será por um tempo ainda. Mas depois, vais arrumar alguém que te ame  realmente e, quem sabe,  casarás novamente?

_ Credo, nem pensar.Amar alguém? Casar?  Só vou à casamentos no dia que essa menininha aí casar, diz apontando para Priscilla, minha filhinha.

Ouvi tudo e nessa hora as crianças que corriam por ali se juntaram à nós duas e intrigadas com a noiva deitada no chão, faziam perguntas e mais perguntas.

A ajudei a levantar-se  e a convidei para ir até nossa casa, onde ofereci uma roupa minha para que tirasse aquele vestido.
Já pronta, telefonamos aos seus pais que estavam desesperados e preocupadíssimos e eles a foram buscar.

Nunca vou esquecer aquele momento, quando ela se despediu de mim e das crianças. Havia tanta gratidão naquele seu olhar... Era lindo de ver!

Eu, ganhei o dia, pois senti que havia feito algo bem útil.

E desde então, ficamos amigas.Toda família passou a frequentar nossa casa ...

Hoje, já passados dezoito anos, é o dia do casamento de Priscilla, uma de nossas filhas.  

Angélica  e Bento,  seu novo amor,que encontrou pouco tempo depois e vivem juntos todos esses anos, vão aproveitar a cerimônia e será um casamento conjunto.

Ela fez questão disso!

A sua promessa cumpriu...Em parte, mas se cumpriu... E todos estavam felizes por isso!
À entrada das noivas na igreja, quando começa a marcha nupcial e seus acordes

[Tatatatan,tatatatan,tatatantan...tatattan, tan,......]

lágrimas escorrem pelos rostos , inclusive pelo meu e de dupla alegria! Foi lindo!