* Um adubo especial...


Foto retirada do Flickr

Essa é minha participação na 29ª edição do Mil Palavras.

(((o)))o(((o)))o(((o)))
Hilda trabalhava à noite ,vendendo rosas em restaurantes.

Esperava apenas Ronaldo,seu marido retornar do serviço e se despedia das crianças com um beijo, dava as recomendações necessárias à ele  e saía. Assim passavam os dias.

Para ela não havia feriados,pois nos finais de semana, suas vendas eram sempre melhores.

Naquela noite, sentia-se mais cansada do que o normal. Cuidar da sua turminha em casa o dia todo e ainda aquele trabalho, lhe desgastavam. Sentia também uma pontinha de tristeza...

Eram 21.30hs, ela vendeu algumas rosas numa festa à entrada do restaurante e de repente, viu alguém chegando com um pacote de presente enorme, pronto para ser entregue à aniversariante.

Ficou espiando imaginando o que seria. Olhou tudo e viu que a  mesma,nem sequer o abrira.Colocara ao lado ,num espaço reservado.Era tudo tão natural aquilo para ela...

Olhou  e pensou:

_Puxa,e nem sequer um beijo  ganhei de Ronaldo , nem mesmo hoje.. E ela também aniversariava.

Ouviu os cumprimentos todos lá da festa, os parabéns e de repente, com os olhos em lágrimas, resolveu regressar à casa.

 Levou pela primeira vez para ela as rosas que do dia sobraram.Eram cinco...Se deu de presente!

 Chegou em casa,colocou-as num vasinho,sentiu seu perfume, admirou-as mais ainda...Essas pareciam diferentes: eram suas!

Saiu dali, foi no quarto dos filhos, beijou a todos  que dormiam, cobriu  o pequeno, que estava descoberto...
Sai dali, dá mais uma olhada nas suas rosas e vai dormir...

Amanhã seria um novo dia!

No seu quarto, olha para  Ronaldo que roncava, como se fosse aquele apenas mais um dia...

Mas valia a pena, pensava.

Tudo mais era pequeno diante da alegria que ela tinha deixado naquele quartinho dos filhos   que, como as rosas para crescer, precisavam ser bem adubados...E o seu adubo era o amor.

Esse fazia milagres e por esse ela esperava sempre! chica