Olhem o que temos por no chica escreve!

Olhem o que temos por no chica escreve!
Basta clicar!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

* Com o badalar dos sinos...

Essa é minha participação da 12ª edição do Palavras Mil
Imagem retirado do Tumblr

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Nerola,Itália... 
É hora do almoço.
Lojas e o pequeno comércio por lá são fechados das 13hs às 16hs.
Velhos descansam , crianças fazem seu  soninho vespertino...

Giuseppino, no entanto, inválido de guerra,viúvo, triste e cada vez mais em meio à solidão, espera ansiosamente  as badaladas do relógio...

Espera aquelas tristes,que marcam e anunciam a morte de alguém da cidadezinha, que já conta com mais população nos cemitérios do que entre os vivos... 
Quando estas tocam, sabe que dentro em breve poderá ver  de suas janela, o cortejo passar...
Verá gente!

Espera ainda as badaladas que marcam as 16 horas e com elas, os  barulhos das grades de ferro do armazém, farmácia e lojas  que serão levantados, e em seguida, o plac, plac, plac, dos passos das donas de casa que com suas sacolas já seguem para as compras para preparar o jantar  e no caminho, passam por baixo de sua casa, falando alto com as amigas, que o mesmo fazem.

Assim passa o dia...

Depois teme as badaladas das 20 horas, quando novamente, impera o silêncio por lá.
Sabe que tudo assim se repetirá dias e mais dias e isso, há anos acontece, desde sua aposentadoria por invalidez..

Apenas por volta das 21 horas, chega sua filha que trabalha em Roma e antes de chegar na sua casa onde a família lhe aguarda, traz os provimentos e alimentação para a noite e dia próximo...

Sempre a mesma coisa...

Sempre as mesmas badaladas...

Apesar de tudo, é feliz em poder ouví-las...

43 comentários:

  1. Me deu uma nostalgia ler esse texto.Saudades sei lá de quê,mas deu. e que imagem linda, hein? Beijão, menina Chica

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Chica,
    O post até parece um sonho, a imagem de uma regressão... foi assim que chegou até mim!

    Beijos de bom dia!
    JR

    ResponderExcluir
  4. sim, Chica, é isto mesmo e é igual que no Mexico,,,, sempre esperando o badalar dos sinos...lindo post, lindo blog, linda voce!!! a velhice nao é grande coisa:::, mas se estao com a familia, entao, sim, esta bem!!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. É isso a espera do fim...mas que apesar de tudo...queremos que se prolongue a agonia.
    Lindo texto.
    Abraço
    Mer

    ResponderExcluir
  6. Chica, em primeiro lugar quero destacar a bela foto do post.

    Post não, na verdade mais uma pérola de boa literatura que sabes fazer tão bem. De fato, ocorreu o mesmo comigo o que aconteceu com o amigo Carlos: uma nostalgia de uma passado que não vivi (ou vivi) em outra vida ou em outra dimensão.

    O universo é cheio de surpresas.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Chica, crônica bem escrita dá gosto de ler! Muitas vezes a rotina é reconfortante.

    abçs
    Adriana

    ResponderExcluir
  8. Chica,
    Belo post!
    A rotina dos velhinhos é dura...
    Um beijinho carinhoso
    Fica bem!!
    Verena

    ResponderExcluir
  9. Um pouco morbido em alguns trechos, mas no fim disse tudo, que nos apegamos a vida sempre, não dependendo de como a nossa vida ficou...

    Fique com Deus, menina Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo esse conto. Achei simples e poético. Aqui os sinos tocam as 12 e as 18 horas. As 6 da manhã ele fica calado pois os vizinhos ameaçam interditá-lo. E olha que ele tem mais de 400 anos, mercecia um pouco mais de respeito. Fica aqui no Convento São Francisco onde funciona a sede da Arquidicese de Vitória no Espírito Santo. Eu, há 24 anos, ouço todos os dias o lindo badalar, som puro do bronze em que ele foi fundido. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Encontrar a felicidade em pouco. Adorei! beijinhos.

    ResponderExcluir
  12. Chica,uma linda história de vida!Enquanto aguarda as badaladas do sino ele é feliz por apenas ainda poder ouvi-las!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  13. Ficou bonito seu conto, muito bonito. Esta é a vida que o progresso prepara para todas as pessoas de "idade inteira"...Que bom se chegarmos lá - eu já estou bem próxima. Melhor, ainda, se tivermos um sino próximo...E Divino será se tivermos, também, audição em condições...

    ResponderExcluir
  14. Chica, seus textos sao tao gostosos de ler! Mesmo alguns curtinhos como esse, parece que voce esta ali com a pessoa, sabe? E essa foto me fez ficar ali olhando ela durante um tempao. Tao simples, mas me transmitiu uma paz! bjos

    ResponderExcluir
  15. Boa noite amada,muito obrigado pela visita.
    Amei a sua postagem,uma cronica belíssima meus parabéns pelo bom gosto.
    Um beijo grannnnnnnnnnnde.

    ResponderExcluir
  16. Muito bom chica!!! beijinhos

    ResponderExcluir
  17. É bem melhor o senhor Giuseppino escutar o sino diariamente do que não mais escutá-lo nunca. belo conto Chica, ótima participação.

    Beijos e fique com DEUS.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  18. Oi, adoro teu blog , tudo muito lindo como sempre,visite meu blog também,sobre artesanato em geral, com várias dicas,e visite minha loja com peças tricotadas a mão exclusivas,beijokas
    http://agulhaetricot.com
    http://agulhaetricot.blogspot.com
    http://titacarre.elo7.com.br

    ResponderExcluir
  19. Adorei, como sempre, amiga! Amo os teus blogs!
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  20. Lindo y nostálgico post amiga chica.He pasado para decirte que en mi blog LAS HADAS AGRADECEN TUS PREMIOS TIENES UN CORAZÓN CON UNA ROSA.Te doy mi cariño y bendiciones desde España..Besos Victoria

    ResponderExcluir
  21. Pertinho de casa há uma igreja em que o relógio tóca em horários mais ou menos assim e vejo na praça os aposentados que combinam seus encontros sempre em sintonia com o toque da igreja e acredita que é uma grande cidade.Acredito que faz parte da cultura desse país o repouso vespertino porque até o comércio fecha das 12:30 às 15:30 e essa foi uma das coisas que mais me chamaram a atenção vindo morar aqui.
    Grande abraço,Bergilde

    ResponderExcluir
  22. Seus textos refletem a realidade que para muitos pode até parecer um sonho,mas que ainda existe.Amei Chica.

    ResponderExcluir
  23. Chica


    Temos que passar pela vida e não ela passar por nós!


    Lindo texto! Faz pensar...
    Bjs, minha amiga!

    ResponderExcluir
  24. Viemos retribuir a "visitinha"
    Hoje "nosso mãe" fez aquela sobremesa com laranjas e mamão...ficou uma delícia!!
    Bjkas,lambeijos e Ronrons
    Verena,Pepi e Xixo

    ResponderExcluir
  25. Olá, amiga.
    Passei para deixar um beijo verde/amarelo.
    Felicidades, Iêda

    ResponderExcluir
  26. Chica
    Uma históri que me deu uma tristeza,a tradição de um lugarejo, e o esperado fim que a certeza de todos nós.
    Sublime participação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. O importante é lembrar que não podemos desanimar diante de fatos triste.
    E sim tirar forças para vencer.

    ResponderExcluir
  28. Olá amiga Chica!

    Apreciei a leitura do texto.

    Sentido e reledor de grande sensibilidade.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  29. Chica, o brinquedo ta me dando uma canseira q vc nao tem nem ideia!!! to tomando uma surra pra aprender a mexer!

    ResponderExcluir
  30. Chica quanta solidão e esperar pelo badalar do sino para poder ver as pessoas passarem.
    Por isso espero sempre estar rodeada de amores e bons amigos.
    Ainda assim, ele encontra alento em pelo menos ouvi-las!
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  31. A solidão cria em nós maneiras e manias diversas.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  32. Oi Chica,

    É, a rotina diária é algo de belo de se observar. Os comportamentos humanos, na tentativa de sobreviver à estagnação, são interessantes (dentro de cada movimento que parece ser igual a tantos outros, há acções únicas...).

    L'Italia è un bellíssimo paese; non c'è dubbio!

    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Estarei ausente para visitas nesse fim de semana, estou com muitas encomendas pra entregar na primeira semana de junho, não estou tendo tempo, estou postando e qdo dá faça algumas visitas, logo tudo se normaliza, não se esqueça de mim.

    beijooo.

    COntineum votando!

    ResponderExcluir
  34. A imagem é um encanto! o post tão bem escrito que é um prazer enorme ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Chica, vim agradecer o carinho, viu?! Hoje já estou melhorzinha... beijinhos...

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Oi Chica
    E a vida prossegue a espera dos mesmos sinais.
    Gostei da ideia que passa, da rotina costumeira,
    da vida solitária e pacata.
    Muito bonito Chica
    Desculpe estar sempre chegando a noitinha aqui,é a minha melhor hora , no silencio da noite.
    Linda imagem .
    beijinhos linda

    ResponderExcluir
  38. Embora a solidão seja um fardo pesado e nefasto, resta o fato de ainda poder ouvir o badalar dos sinos e os ruídos dos transeuntes...e agradecer por isso como uma dádiva é mesmo nobreza de alma e espírito.
    Lindo Chica.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  39. Este post passou-me diante dos olhos como um filme de Fellini, daqueles da década de cinquenta e a preto e branco.
    Amei o seu texto e as emoções que ele me transmitiu.

    Beijinhos doces, Ava.

    ResponderExcluir
  40. Mas bah, Chica.
    Que linda participação, que belo conto!
    Desejo sorte.

    ResponderExcluir
  41. Mas bah, Chica.
    Parabéns pelo pódio!

    ResponderExcluir
  42. Chica
    Minha amiga, meu orgulho. Parabéns mais uma vez e como digo o pódio é seu lugar.
    Beijos

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿