Olhem o que temos por no chica escreve!

Olhem o que temos por no chica escreve!
Basta clicar!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

* A alegria vem de dentro...

Essa é minha participação na 3ª edição do MIL PALAVRAS
Imagem  Getty Images

(((o)))(((o)))(((o)))(((o)))(((o)))

Juquinha, 12 anos era o  filho mais velho  de uma família onde pai e mãe nada faziam.O pai,vivia de biscates... Seus  quatro irmãos ainda eram pequenos.

Pela manhã , com muito sacrifício, estudava em uma escola e  lá cursava ainda a 3ª série.

Era desnutrido, estava sempre com muitas gripes e tosses, respirando os ares da cidade de Porto Alegre.

Após as aulas, passava na casa da D. Judite, sua professora, uma alma boa que surgiu em sua vida, e lá tinha um almoço garantido, sua única refeição forte do dia.

Apenas almoçava, ia buscar seu carrinho e começavam os trabalhos.

Passava em meio às carroças de papeleiros que,  sendo mais velozes do que ele, chegavam antes nas ruas e recolhiam os papéis, lixos secos e sobras.

Para ele,que puxava com suas próprias perninhas, tudo era mais lento. Tinha que andar muito...

Por vezes, parava, perto de uma praça e lá observava os meninos de sua idade em suas bicicletas ou jogando futebol. Aquilo lhe fazia bem...Chegava a rir sozinho vendo a alegria deles...

Um dia, na sua escola, teve, como os demais, que fazer um trabalhinho: um desenho e nele escrever o que deixava sua vida feliz...

Os colegas escreveram tantas coisas, como jogar no computador, andar de skate,ir ao shoping  e lá brincar na sala de jogos eletrônicos....

Ao  entregar o trabalho à professora, esta teve que segurar as lágrimas.

Ele havia  se desenhado  entregando um prato vazio para uma mulher e bem abaixo, um saquinho cheio de moedinhas que ele entregava à um homem... Em outro canto, um cinto bem largo.

A professora olhou bem pra tudo e disse:

- Esqueceste de colocar tua frase, Juquinha!

-Não "cabia" no papel , profi...

-Mas poderias ter escrito no lado de trás da folha.

Mas, tudo bem...Podes apenas explicar o que isso significa e o que quisestes dizer...

- Ora, está aí, profi...

 A coisa que me deixa mais feliz é poder devolver o prato de comida vazio, após ter "cumido tudinho" e arrumado assim o meu estômago...

Assim, tenho forças de andar bastante, catar muito papel e entregar o saco da  moedas que ganhei , à noite pro meu pai. Assim, ele   não me bate com a cinta.
Como é bom viver!
Por isso sou feliz!

44 comentários:

  1. Achei triste Chica porque existem muitas crianças neste mundo assim, mal tratadas pelos pais, desprezadas por eles, obrigadas a trabalhar e mesmo assim conseguem encontrar uma forma de se sentirem felizes. Algumas delas têm um amor pelos pais e um desejo de os ajudar que só dá vontade de lhes dizer umas verdades na cara. Algumas verdades já as disse quando era da associação de pais da escola do meu filho, eles não as ouviram e a segurança social acabou por fazer o que nós pensavamos, tirou-lhes as crianças. Talvez tenha sido o melhor para elas. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Uma história bem real, tantas crianças que ainda não têm direito a ser crianças, lindos os seus textos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. O texto é bastante comovente.
    Só de pensar que é mais que um texto, que palavras escritas, que são pura verdade, lágrimas correm nos olhos.

    ResponderExcluir
  5. Que texto mais triste,Chica!E acontece tanto...Adorei o rosinha por aqui!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Chica! Esta é a história de alguns alunos meus.
    Mas dentro de toda esta situação, eles são felizes.
    Feliz do Juquinha que tem uma professora sensível.
    Abraços de luz!

    ResponderExcluir
  7. Olá Chica, que história linda, amiga. Também acho assim. As coisaas mais simples da vida são as que nos fazem mais felizes. Pelo menos comigo funciona assim. Você está me confundindo com outra pessoas. Sou Fabiola Vasconcelos e a xará é Fabiola Neves.
    Fique com Deus. Amo esse seu espaço lindo e florido.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. No dia a dia, vivemos e sorrimos e nem pensamos nestes seres que vieram e estão neste Mundo...assim, nos dando lições de vida.

    Bonito texto, pelo seu conteúdo e é bom que nos lembremos das horas amargas dos outros e pedirmos por eles a ELE.
    Bjs.sinceros
    Mer

    ResponderExcluir
  9. Um texto que reflete muito bem a realidade de vida de muitas crianças carentes .Viví e ensinei em escola de periferia de Fortaleza(CE) e diversas vezes precisávamos da ajuda do Conselho Tutelar para poder evitar a evasão escolar.Eu ouví diversas vezes relatos dramáticos como este da sua reflexão amiga.Os anos passam,mas parece que os tantos programas de assistência social do nosso Governo muito pouco revertem o quadro,o que é lamentável.A solução deve mesmo vir da Sociedade!

    ResponderExcluir
  10. Oi,Chica. Quer me fazer chorar, né? Eu já estva meio sensível após minha postagem e venho aqui ler esse texto lindo. Muito bom. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Comovente e saber que ainda existem muitas crianças passando por isso.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  12. Mas bah, Chica.
    Você me fêz chorar e sorrir...
    Parabéns pelo conto.

    ResponderExcluir
  13. Texto genial!
    Realmente a felicidade vem de dentro e ela precisa ser cultivada. Se esperarmos que as coisas cooperem para que sejamos felizes, teremos tudo e viveremos como miseráveis...

    Uma lição de gratidão pra todos nós nesse texto!
    Muito obg :)!

    ResponderExcluir
  14. Existem palavras que dizem muito mas também existem imagens que nos deixam completamente sem palavras. Esta é uma delas.

    Se é uma verdade incontestável o que dizes, também uma verdade infelizmente incontestável, o sofrimento atroz por que muitos passam. Enfim...
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Chica está história, bem q poderia ter ficado só na ficção, mas infelizmente ébem rela.
    Parabéns pela sensibilidade.
    Tenhas uma quarta-f produtiva.

    ResponderExcluir
  16. Era pra ser um conto, mas infelizmente traduz a realidade de muitas crianças, principalmente no nosso país... só mesmo a espiritualidade e pessoas como a tal professora, para tornarem a vida desses "seres invisíveis' um pouco mais digna!
    Um boa quarta-feira!
    Jr.
    Ps: Obrigado pelos tantos comentários! Fico feliz em saber que está por perto!

    ResponderExcluir
  17. Chica tive que segurar as lagrimas.. comovente. real.. parabens.. está ótimo..perfeito.. beijão

    ResponderExcluir
  18. Olá Chica,
    Que texto lindo!!
    Até me emocionei!
    Beijinho carinhoso

    ResponderExcluir
  19. Olá CHICA
    Bem emocionante esta sua história de vida.
    Sei bem o que custa a vida a um menino pobre!
    Comecei a trabalhar no duro aos 11 anos de idade.
    Era assim no tempo da Ditadura de Salazar.
    Por isso me emocionei com este seu Conto.
    Beijinhos
    G.J.

    ResponderExcluir
  20. Oi Chica,

    Vim lhe agradecer a sua visita no dia em que o meu blog estava em Festas...!! Obrigada pelos parabéns...!!

    Quanto ao seu texto, infelizmente essa é uma das realidades tristes em nosso universo...

    Beijos,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  21. É lamentável, mas infelizmente é a pura realidade. Assim como o Juquinha, existe uma infinidade de crianças felizes por terem a miséria um pouco amenizada. Brasilllllllllll!

    Beijos e fique com DEUS.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  22. Toda a criança deveria ter assegurado o simples direito de ser... criança. Belo texto, amiga!
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  23. Chica e eu reclamando aqui que tivemso mais de 5 meses de inverno. Chorei de vergonha de mim mesma por tanto egoismo da minha parte.
    Qunado lecionei no Rio tive tab alunos assim e a igreja a qual eu pertencia ajudava bem as famílias carentes. Aliás até a escola que pertencia a igreja, nao cobrava para essas criancas estudarem. Foram tempo difíceis e de muita ajuda a tantas família e vejo como a Bergilde que se a nossa sociedade nao fizer algo, o governo nao vai dar conta porque sao milhares.

    Obrigada pelo texto, pelo tapa sem luva. Temos mais é que sermos agradecidos por nunca termos vivido essa sua história na pele.

    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  24. Amiga Chica,

    Tantas crianças que sofrem assim. Não consigo conceber que tudo isto aconteça e que sejamos impotentes...doí demais.

    Esta criança existe e está multiplicada por muitos milhões, na era em que há outros milhões que morrem de doenças relacionadas à obesidade, como se pode entender um Mundo assim????????

    Obrigada por este alerta, mais um.

    Nunca são demais.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  25. Chica, bom dia!
    respondendo a tua pergunta:a ração humana a gente usa as duas colheres diárias(recomendadas) divididas nas refeições durante o dia:batidas,iogurte,almoço,salada....
    (coloquei no post).A receitas fornecida pelo JH ,além de estar completa com todos os nutrientes necessários para o nosso organismo, no momento q tu compras separado e mistura, sai bem mais em conta.
    é mt bom.

    ResponderExcluir
  26. Ciao Chica, commovente.
    Baci.

    ResponderExcluir
  27. Adorei teu texto.
    É triste saber que ainda existem tantas crianças que sem direito a alegria de ser realmente uma criança.

    =*

    ResponderExcluir
  28. Adorável a forma como colocas em texto questões como esta das dificuldades de ser criança neste mundo imundo e injusto.
    Bj*

    ResponderExcluir
  29. Olá.
    adorei o texto :BB
    é triste.
    mas é a realidade de muita gente ainda :*
    primeira vez passando por aqui.
    espero que continue participando do Palavras Mil.

    ResponderExcluir
  30. Chica reparei hoje que participas em imensos blogs. Esta história é muito triste mas vinca o que eu penso: que depende de nós a vida ser feliz. Todos nos devíamos propor a isso vendo, em cada nada, o muito que temos se o compararmos com o nada que os outros têm. Este menino nem saúde tinha, no entanto, encontrou a sua felicidade num prato vazio, num saquinho cheio de moedinhas e num cinto bem largo. Temos muito mais e vivemos insatisfeitos. Beijinhos

    ResponderExcluir
  31. Oi Chica querida
    Conto triste e infelismente bem real.
    Quanto mais o nosso país poderia fazer pelas nossas crianças! antes que elas fossem pra marginalidade.
    porque elas são assim como voce descreveu, puras, simples e tem sonhos , só que impossível sobreviver a família e ao ambiemte já perdido.Bonita participação.

    Obrigada amiga pela gentileza , eu já sabia que podia contar sempre com voce na hora certinha que precisasse rsrs obrigada de coração.
    Voce é uma ótima companhia , vir aqui é um prazer imenso.
    beijinhos abraços

    ResponderExcluir
  32. Oi Chica,

    Pois é, o meu caso não é muito simples...
    Diante de algumas respostas, boas por sinal, que já me enviaram, eu acrescento que a sede da Empresa fica em Israel e o meu vendedor é de uma call center, de lá mesmo. Ademais, há filiais da Babylon em alguns outros países, mas só europeus. Bom, creio que a melhor medida, seja eu procurar reaver o meu dinheiro, do modo como me explicaram.

    Beijos e muito agradecida pela atenção,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  33. Oi, Chica
    Faz um tempinho que não passava por cá. Falta de tempo, apenas.
    Esse texto me deu um nó na garganta. Mexe com crianças mexe comigo.
    O que mais me entristece é pensar que o Juquinha é apenas um exemplo dos milhares de crianças na mesma situação :(
    O mundo é muito cruel para com elas.

    Bom fim de semana.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  34. Anônimo26/3/10

    Bom dia Chica!

    Uma história triste, hoje, mas real.

    Abçs
    Adriana

    ResponderExcluir
  35. Oie flor!

    saudades de vc, desculpa o sumiço rs

    ;D são tantos blog que nem sei em qual comentar de volta. rs

    =D

    ResponderExcluir
  36. Chica querida

    Tua história é de emocionar...e eu vivo isso todos os dias!
    É por isso que adoro as crianças e as trato com todo amor do mundo, pois o meu amor elas vão sempre ter! Não é tudo, não basta, mas é amor e amor sempre conforta, aquece, dá esperança!

    Que os Anjinhos protejam todas as crianças que passam por todos os tipos de privações e agressões possíveis e impossíveis de se imaginar!

    Triste, mas muito lindo teu post!

    Bj imenso, amiga!

    ResponderExcluir
  37. Faremos um sorteio no blog. Passe por lá para saber como e quando. E faca a sua inscricao para poder participar.


    Abracos

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde, Chica.
    Gostei do seu blog, desde o começo, pelas belas flores simples. Elas não se fazem de rogadas... brotam nos jardins, em qualquer lugar, até na beira das estradas.

    A história é triste, e infelizmente faz parte do cotidiano de muita gente.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  40. Você retratou a realidade que infelizmente assola a vida de muitas crianças de rua. Mas ser criança é isso... é encontrar a feclididade em cada fresta desse nosso mundão!

    Sua participação me encantou!

    Fique com Deus, Chica!

    ResponderExcluir
  41. ica sua participaçao me fascinou...vc mostrou o nosso mundo real...me chamou a reler essa obra...

    ao podio e avante....

    Bjos

    ResponderExcluir
  42. PARABÉNS CHICA PELA LINDA POSTAGEM..SIMPLESMENTE EMOCIONANTE.
    AINDA BEM QUE TE AVHEI rsrsrsrrsr.

    VENHO CONVIDAR VC. PARA VIM VER MINHA POSTAGEM. PARTICIPANDO DAS PALAVRAS MIL
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/2010/03/nossas-conquistasnossos-valores.html
    FICAREI MUITO FELIZ.
    CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    ResponderExcluir
  43. Chica
    Uma história triste, uma realidade da vida, uma lição de vida porque quantos tem tudo e nunca se sentem felizes.

    Desejo sucessos e Beijos

    ResponderExcluir
  44. Pior de tudo, que tem gente que pensa que está no fundo do poço sem ter menos da metade dos problemas deste menino...

    Fique com Deus, menina Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿