Olhem o que temos por no chica escreve!

Olhem o que temos por no chica escreve!
Basta clicar!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!

Vejam no Chica brinca de poesia!!!
Basta clicar!

* Uma feirinha, uma pedra e a importância das coisas...



Andando por uma feirinha de artesanato, uma banquinha de lindas pedras preciosas chamou a atenção dela...

Ali estava uma que gritava aos seus olhos...

Era uma linda ametista bruta...Olhou, olhou,pensou, pensou...
Qualquer um que passasse podia ver o quanto aquela pedra lhe agradara.

- Quanto custa?

A moça falou um preço, até bem acessível , pela "presença" da pedra.

Mais uma olhada...
- Ah! Vou dar uma voltinha e depois vejo...
Aquela clássica desculpa de sempre!
Foi olhar as outras bancas, comprou algumas coisinhas ,chocolates, doces e foi embora, sem a pedra...

Depois, já em casa ficou pensando..

O que é isso? O que é que faz com que as pessoas fiquem pensando, repensando sobre algo que lhe agrada tanto e custa pouco ?

Será que estou perdendo a graça?
Se começamos a pensar muito:
- o que vou fazer com isso, onde vou colocar, e muitas outras desculpas, estamos "indo pro saco"...

"Acorda, mulher! Nunca foste esbanjadeira, nunca gastaste em bobagens, larga disso!Vai lá , busca aquela pedra e deixa de ser boba! "-falava , sem parar, uma vozinha provocante dentro dela...

Ela novamente foi lá e disposta a levá-la a pega na mão...

- Putz, como é pesada essa danada! Não vai dar! Não é pra ser mesmo! Desisto!

Não posso carregar esse peso, mais a bolsa, a mochila da criança, subindo lombas até chegar em casa...

Então, sabe do que mais? -volta a falar a vozinha, já irritada...

Tu estás um saco e uma velha bobalhona.

Perdeste o tesão pelas coisas.Te aguenta...Tu estás acomodada e deves abafar teu senso de praticidade e sonhar...

Tendo ou não utilidade pra alguma outra coisa, se pra nada mais servir, já te encheu os olhos e te alegrou por uns momentos.Não é o bastante?continuava a vozinha...

Isso mexeu com ela que pensou:
-Perder a graça?  Nem pensar! Pronto!

Lá se foi ela outra vez e agora, decidida. Não a perderia por nada...

-Oi,moça,onde está aquela pedra linda que estive olhando e disse que voltava depois?
- Que pena, sinto muito! Acabou de ser vendida e foi agorinha a pouco...
Olhe ainda dá pra ver o comprador...Ele ainda nem saiu daqui!A vendedora aponta e após uma olhada , ela reconhece seu marido...

Sabedor do peso, da indecisão, ele mesmo foi lá e a comprou...

E agora, é só esperar pra ganhar...

Eba!!!! Ela pensava e festejava, sozinha e contente!

Ficou bem quietinha como se não soubesse de nada, mas sempre na expectativa...E ele naaaaaaaaaada!

Como uma múmia, sobre a pedra...

Ela tocou no assunto e ele se fazendo de salame...

Assim, ficaram à noite em casa, falando de tudo, conversando e nem um pedacinho da danada entrou no assunto.Ele era duro na queda!

Foram dormir e nada da pedra aparecer...

Passaram se dois dias e ela, a essas alturas já estava "fula da vida" e imaginando quem teria ganho a dita cuja.

Seria muiiiita sacanagem dar aquela pedra para outra pessoa,heim?Ah! Ele vai ver!!

Bom ,já não podia mais pensar, nem ao menos olhar pra cara dele.

Os olhos fulminavam!Até que ela não se aguentou mais e num ataque de ira disse:

-Pronto, tá achando que é muito sabido, heim? Mas eu te peguei na tampinha!

Agora quero saber quem é a %¨%$#*&¨... que te pediu e tu foste lá direitinho ,como um carneirinho, comprar? Dá pra me falar!

Não, nem precisa mais falar, pois quero um tempo! Não posso nem te enxergar!!!!

Ele, com sua calma habitual, disse:

- Sabe aquela camisa que eu pedi pra que pregasses um botão e está lá há mais de um mês?

-Claro que sei e daí? Ainda bem que não fiz e fica sabendo que nuuuuuuuuuunca mais faço nada.

Podes pedir pra quem ganhou o presentinho,vai!!!

Ele, continuando a sua fala, interrompida, disse:

- Queroca, vai até lá e pega a camisa....

-Ela saindo nos "cascos", se foi...

Qual não foi a surpresa e vergonha quando, ao chegar lá, debaixo dela, estava a ametista...

-E agora? Bem, foi até ele, deu muitos beijos, abraçou-o o mais apertado que pode e disse, toda dengosa:

-Ai, que sono! Vamos dormir???

Tudo acabou bem, mas a vozinha "xaropenta" que não cala a boca nunca dizia baixinho:

-Viu só, viu só! E a pedra? E a pedra???

E a pedra?AH, não me amola, essa pedra nem era tão importante assim,rsrsrsrs...(Chica)

13 comentários:

  1. Adorei!Fiquei nervosa junto com a personagem,rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Aguardei anciosa o fim,
    Amei seus textos me encantam!
    Beijos e beijos minha linda!

    ResponderExcluir
  3. Achei muito boa a postagem. Muito inteligente.
    Daria pra ser um filme daqueles de tempo mais curto, tipo meia hora.
    Ficaria bem legal.
    Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Chica
    Uma deliciosa história, gostosa de ler e com um humor pra lá de bom. Quero mais.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi,Chica
    Valorizar cada coisa que temos, cada momento, cada manhâ .Esse é o sentido que tirei da leitura . Seus contos dão ótimos .
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá Chica,
    Amei seu texto, criativo, com um certo suspense que deixa a leitura bem convidativa.
    Muitas vezes uma pedra é o caminho.
    Um abraço,
    Dalinha

    ResponderExcluir
  7. Que belo conto,Chica!Fez um bom suspense,fiquei na expectativa!Muito bom!Bjs,

    ResponderExcluir
  8. Chica que delícia!
    Adorei :)

    ResponderExcluir
  9. Chica cheguei a ficar nervosa kkkkkkkk esperando o final :) Teu conto me prendeu do início ao fim :)
    Beijos menina

    ResponderExcluir
  10. Oi Chica,

    Vim por indicação do Dilermano e ainda bem que vim! Já te estou a seguir...e voltarei mais vezes :D!

    Este texto é 100%! Tem uma lição singela e todos deveriam lê-lo!

    Bom fim-de-semana (que está a chegar)!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
    Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

    Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

    Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

    http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

    Obrigada Georgia e Flávia

    ResponderExcluir
  12. Se fosse na época do meu pai, ele diria que o marido havia dado uma tapa com luva de pelúcia, pois, há tanto tempo uma camisa sem botão, dependendo do amor, da abnegação, ou mesmo, da boa vontade da mulher. No entanto, ele compra uma pedra preciosa e lhe faz presente. É o mesmo que pagar a ingratidão com a gratidão. Belíssima lição. Belo texto, muito bem coordenado. Parabéns!

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  13. Adorei ela ter achado que ele deu a pedra pra outra...e a pirraça? Parece até eu...hahaha.
    Muito bom Chica...parabéns!
    Um beijinho minha querida e obrigada pelo carinho viu.

    ResponderExcluir

✿ Coisa boa te ver aqui!beijos,chica ✿